PUBLICIDADE

Topo

Victor Machado

Suco Detox funciona mesmo?

iStock
Imagem: iStock
Victor Machado

Victor Machado é nutricionista, pós-Graduado em nutrição esportiva e em nutrição Comportamental. Atua com foco em comportamento alimentar e é o idealizador da marca Nutrição Sincera, que tem como objetivo passar informações sobre saúde, alimentação e bem-estar por meio do humor.

Colunista do UOL

07/12/2020 04h00

Você já deve ter visto alguém utilizando métodos de detoxificação com o objetivo de eliminar toxinas do organismo, reduzir inchaço e até mesmo auxiliar o processo de emagrecimento através de uma "dieta detox" específica, uma sopa ou principalmente com o uso de sucos verdes.

Nos últimos 10 anos, os sucos verdes ganharam a fama de serem a solução para os processos de limpeza do organismo sendo também uma forma de minimizar os eventuais excessos alimentares de um final de semana. Mas será que essa de fato é a solução?

A verdade é que sucos detox não tem a função de eliminar as toxinas do nosso organismo por si só. Também não existe nenhuma "dieta detox" e quem faz esse processo de eliminação de toxinas são nossos órgãos, especificamente o fígado e os rins.

Inicialmente, o fígado faz o processo de limpeza em duas fases. Na primeira ele capta as toxinas do sangue que foram produzidas pelo metabolismo, microorganismos que vem do sistema respiratório, poluentes, álcool, medicamentos, metais pesados e aditivos alimentares presentes nos industrializados.

Nessa fase um, a substância produzida é ainda mais tóxica que a inicial vinda da corrente sanguínea e, por isso, precisamos da presença de vitaminas do complexo B, ácido fólico, antioxidantes, vitamina E, vitamina C, pois eles ajudam o fígado a gerenciar todos os processos que exigem gasto de energia. E a detoxificação inicial é um deles.

Na fase dois processamos nutrientes sulfurados, ou seja, com presença de enxofre: alho, couve, brócolis, além de aminoácidos vindos da quebra das proteínas que consumimos. Esses nutrientes, por sua vez, estimulam a quebra dessas toxinas vindas da primeira fase para que estejam prontas e aptas a serem eliminadas através da Bile pelo intestino. Outras toxinas serão eliminadas através da urina pelos rins.

É importante entendermos o processo de detoxificação sem misticismo e sem enxergar como um método efêmero que resolve todos os problemas do organismo ou que ocorre de forma isolada simplesmente bebendo um suco especial. Pois se trata de um processo natural do nosso organismo.

De fato, precisamos dos vegetais e frutas pela presença de fibras, antioxidantes e vitaminas que estão envolvidos na primeira fase e necessitamos dos carboidratos para fornecer energia para o fígado.

Sem as proteínas, não temos uma fase dois adequada pela ausência de aminoácidos e se não estivermos hidratados e com o intestino saudável, então todo o processo não ocorre de forma adequada.

Por isso, o importante é o nosso contexto alimentar, pois quando consumimos carboidratos mais predominantes de alimentos in natura do que de açúcares, então fornecemos energia suficiente para o fígado.

Com o consumo adequado de vegetais e frutas temos maior presença de bactérias boas no intestino e assim o número de toxinas enviadas para o fígado é menor. Consumindo proteínas pelo menos nas refeições principais, então temos os aminoácidos necessários, além da necessidade de nos mantermos hidratados. Dessa forma, todo o processo de limpeza do organismo ocorre naturalmente.

A proposta "DETOX" parece muito tentadora, mas o que a indústria costuma fazer é ter uma leve noção dos processos bioquímicos do nosso organismo, utilizando algumas brechas desses processos criando uma solução simples "bate tudo e toma". Porém, se os hábitos alimentares estiverem adequados e o consumo de alimentos envolvidos na limpeza do organismo estiver em dia, o processo de detoxificação ocorre naturalmente, sem a necessidade de nenhum suco específico.

O suco de vegetais pode ser utilizado sem problemas, mas fica o convite para enxergá-los como uma maneira de consumir vegetais de forma mais prática ou apenas como uma bebida saudável pela sua presença de antioxidantes, fibras e minerais. E não como uma solução mágica para a limpeza do nosso organismo.