PUBLICIDADE

Topo

Katleen da Cruz Conceição

Esfoliação do rosto: pode fazer todo dia? Tem contraindicação? Tire dúvidas

iStock
Imagem: iStock
Katleen da Cruz Conceição

Médica dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Rio de Janeiro e especialista pela UFF (Universidade Federal Fluminense), é chefe do Ambulatório de Dermatologia Para Pele Negra da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e do 1º Setor de Dermatologia Para Pele Negra do Grupo Paula Bellotti. Membro da Skin of Color Society e da Sociedade Brasileira de Laser, Katleen esteve à frente do Ambulatório de Dermatologia na Pele Negra e do Ambulatório de Acne e Peeling do Hospital Federal de Bonsucesso (RJ), onde adquiriu muita experiência com peeling e uso de lasers, principalmente na pele negra.

Colunista do UOL

02/11/2020 04h00

O assunto de hoje é esfoliação do rosto. Se você também tem alguma dúvida, pode me enviar pelo Instagram (@vivabem_uol) ou pelo email vivabemuol@uol.com.br.

Para conquistar uma pele lisinha, sem marcas e manchas é importante esfoliá-la. A esfoliação é a parte responsável pela renovação das células que remove as mortas e estimula a produção das novas, com mais colágeno. O hábito de esfoliar também limpa profundamente, evitando o aumento da oleosidade, e assim os temidos cravos e espinhas.

Com os produtos certos para seu tipo de pele, é muito simples realizar uma esfoliação e aproveitar seus benefícios.

O ideal é esfoliar a pele uma vez por semana. O procedimento pode ser feito em peles oleosas e fotoenvelhecidas, e em qualquer época do ano.

É importante evitar esfoliar o rosto se tiver com herpes facial, no período pós peeling ou laser ou se a pele estiver machucada e com acne ativa.

É importante ter em mente que a esfoliação só faz a renovação celular, não tira manchas.

Eu recomendo o uso de ácido glicólico em alta concentração, mas converse sempre com o seu dermatologista para escolher um produto adequado para o seu tipo de pele.