PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

O que é a síndrome de Stevens-Johnson, causada por reação a medicamento

Rachel Carey, que desenvolveu síndrome de Stevens-Johnson - Divulgação
Rachel Carey, que desenvolveu síndrome de Stevens-Johnson Imagem: Divulgação

Samantha Cerquetani

Colaboração para o VivaBem

23/10/2020 14h46

Imagine tomar um antibiótico para tratar uma infecção no ouvido e surgir uma reação alérgica tão forte que causa bolhas na pele. Foi o que aconteceu com Rachel Carey, 38. De acordo com informações do Daily Mail, em novembro de 2019 a mulher recebeu amoxicilina, um medicamento usado para tratar infecções bacterianas, e depois de três dias erupções bastante dolorosas apareceram em sua pele.

Rachel foi diagnosticada com a SSJ (síndrome de Stevens-Johnson) e precisou ficar internada por 12 dias. A boa notícia é que ela se recuperou, apesar de ter ficado com algumas cicatrizes.

O que é a síndrome

De acordo com Egon Daxbacher, dermatologista e diretor da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), a doença é considerada rara, mas bastante grave. Ela atinge a pele e as mucosas geralmente devido a uma reação após o uso de medicamentos. Entre os remédios que mais causam o problema estão os antibióticos e os anticonvulsivantes.

Rachel Carey, de 38 anos, antes da reação - Reprodução/DailyMail - Reprodução/DailyMail
Rachel Carey, de 38 anos, antes da reação
Imagem: Reprodução/DailyMail

"Estima-se que 5% das pessoas atingidas chegam a morrer por complicações da síndrome. Por isso, é importante ficar atento a qualquer reação medicamentosa, principalmente se ocorrer descolamento de pele. Nesses casos, é melhor buscar ajuda médica o quanto antes", diz.

Segundo o especialista, muitas vezes a pessoa com SSJ precisa de cuidados intensivos. Além de ser um tratamento demorado —pode levar semanas ou meses para a recuperação completa. "O paciente precisa ser monitorado constantemente, pois também há casos de perda de água do organismo, que leva à desidratação corporal. Ela também pode deixar algumas cicatrizes pelo corpo".

Principais sintomas

Geralmente, antes da erupção na pele, a pessoa apresenta sintomas leves semelhantes a uma gripe. Além disso, é comum aparecer febre, cansaço, feridas na região da boca e os olhos ficam ardendo. Conforme a doença avança, surge uma dor generalizada pela pele e as erupções atingem as mucosas da boca, nariz, olhos e órgãos genitais. Em seguida, há uma descamação da pele.

"Os sintomas podem ser muito dolorosos, a aparência pode ficar assustadora e a SSJ ainda pode ter consequências mais graves, como cegueira, quando atinge os olhos", diz Daxbacher.

Tratamento

O primeiro passo para o tratamento é tentar descobrir o que causou a síndrome, qual medicamento deu essa reação. Em alguns casos, os médicos pedem para o paciente interromper todos os medicamentos.

Depois de identificada a SSJ, o tratamento é intravenoso com imunoglobulina IV. Depois, é feito um monitoramento dos sintomas, com soro para hidratar, e também podem dar antibióticos para evitar infecções e medicamentos para dor ou febre.

Saúde