PUBLICIDADE

Topo

Stalkeadas

Um olhar diferente sobre o que bomba nas redes sociais


Stalkeadas

Hit do Instagram, HQ 'Confinada' vira livro sobre desigualdade na pandemia

Confinada, livro de Leandro Assis e Triscila Oliveira, será lançado na segunda (8). Tirinhas do Instagram chegam às livrarias com debate sobre desigualdade racial e social - Divulgação
Confinada, livro de Leandro Assis e Triscila Oliveira, será lançado na segunda (8). Tirinhas do Instagram chegam às livrarias com debate sobre desigualdade racial e social Imagem: Divulgação

Nathália Geraldo

De Universa

06/11/2021 04h00

Movendo mais de 780 mil pessoas a paixões, ódio e afinidade com personagens que denunciam a desigualdade social e racial no Brasil, as tirinhas publicadas no Instagram do ilustrador e roteirista de TV e cinema Leandro Assis (@leandro_assis_ilustra) chegam na segunda-feira (8) em formato de livro ao público.

"Confinada" (editora Todavia) traz a história de uma influenciadora digital, a Fran, e de uma trabalhadora doméstica, a Ju, durante o isolamento social necessário por causa da pandemia do coronavírus. Fran tem uma vida "perfeita" na rede social. Mas, em dado momento, se vê "cancelada" por terem vazado imagens em que ela aparecia em aglomerações. Depois da repercussão negativa na vida da personagem, ela faz um post "gratiluz" reconhecendo o erro. Fãs dos quadrinhos apontaram semelhanças com a vida real de influenciadoras do Instagram.

Na história, entram questões estruturais do cotidiano: feminismo, ética, racismo, classismo. O racismo, como fina camada de discriminação ou, por vezes, como um muro que separa pessoas negras e brancas, também está no roteiro. "Está ali uma mulher negra servindo uma mulher branca, como as mucamas faziam com as sinhás", explica a também roteirista, autora do livro e ciberativista Triscila Oliveira. "São duas realidades de vida que se mantêm intactas desde o período colonial".

Os seguidores do perfil de Leandro, que começou assinando as tirinhas sozinho e, na décima edição, passou a contar com a colaboração de Triscila, participaram de uma campanha para ter o livro nas mãos na pré-venda. Mais de 7.800 pessoas se interessaram em apoiar a versão impressa dos quadrinhos.

Quadrinhos com crítica social viram livro

Ainda no começo da pandemia, em abril de 2020, Universa conversou com os autores sobre o retrato da sociedade brasileira inscrito nas tirinhas. A dupla se concentrava na narrativa de "Os Santos", que mostrava a vida de duas famílias, uma pobre e outra "classe média que se acha rica", como definiu a roteirista, à época.

Com a determinação das medidas de isolamento social na "vida real", as publicações no Instagram passaram a acompanhar o dia a dia da confinada Fran Clemente, a blogueira "gratiluz". Ju é a trabalhadora que ficou fazendo quarentena na casa da patroa. Entre as duas, emergem os conflitos conectados ao privilégio de Fran e às situações de racismo vivenciadas por Ju.

"O livro vai cutucar as pessoas, porque houve quem defendesse a Fran nas tirinhas, dizendo que ela 'vivia numa bolha'. Só que não existe mais desculpa para isso, quem usa rede social pode ter acesso à informação", comenta Triscila. "A falta de ética da personagem Fran representa bem, aliás, quem mesmo durante a pandemia continuou a viver sem se importar com os próximos."

Para Leandro, a história evidencia a desigualdade social que sustenta o comportamento do "brasileiro com mais poder aquisitivo". "Na pandemia, ficou claro quanto alguns foram mais sacrificados, enquanto esse brasileiro com dinheiro viajou para se vacinar e tentou trazer vacinas para a iniciativa privada", analisa.

Isso me fez voltar a ter pessimismo em relação a certo tipo de brasileiro, retratado em "Confinada", que agiu na pandemia como sempre agiu.

Sobre o livro

"Confinada" tem 70 tiras já publicadas no Instagram e quatro inéditas. É quando quem acompanha as tirinhas saberá quem é "o anjo que investe em Ju, para ela bancar uma nova profissão". Quem comprou na pré-venda terá acesso a uma tirinha a mais. Haverá distribuição de exemplares para bibliotecas comunitárias.

Onde comprar

O livro "Confinada" será lançado na segunda-feira (8) e pode ser adquirido no site da editora Todavia, nas livrarias Martins Fontes, Travessa e Disal e nas lojas virtuais Submarino e Amazon. A versão impressa custa R$ 74,90 e o e-book, R$ 49,90.

Stalkeadas