PUBLICIDADE

Topo

Minha história

#MinhaPrimeiraVez: 'Fiz sexo com um casal e recomendo'

Getty Images
Imagem: Getty Images

Letícia Souza* em depoimento a Julia Guerrero Borges

Colaboração para Universa

04/08/2021 04h00

"Sou de São Paulo mas moro na Itália, em Milão mais especificamente, desde 2016. Me mudei para estudar e aos poucos fui conhecendo amigos e encontrando os melhores lugares para me divertir. Nesse meio tempo, me apresentaram uma festa que fiquei apaixonada. Acontecia toda segunda-feira e tocava exatamente o tipo de música que eu gosto, rock. Foi lá que conheci Marco e Laura.

Primeiro, fui apresentada ao Marco por um amigo em comum. Logo no primeiro contato já me senti atraída por ele. Além de ser mega estiloso, com cabelos compridos, tinha um sorriso de tirar o folego. Senti que rolou um clima e começamos a dançar juntos.

Pouco tempo depois, na pista de dança, uma mulher - muito gata, por sinal - chegou junto e começou a dançar junto com a gente. Na hora fiquei confusa, não sabia se os dois já se conheciam ou se era novidade pra ele também, mas fui curtindo, afinal os dois eram lindíssimos.

Quando sai para tomar um ar no fumódromo os dois me acompanharam e começamos a conversar. Marco me introduziu para Laura, sua namorada, e fui achando aquilo cada vez mais interessante.

Papo vai, papo vem, fomos nos conhecendo melhor e comecei a entender que eles tinham um relacionamento aberto. Ele ficava com outras mulheres e ela com outros caras. A tensão sexual ia aumentando cada vez mais e Laura encostou no meu braço dizendo: 'você é muito linda, sabia?'. Foi o que faltava para me dar coragem para beijá-la. Marco abriu um sorriso e entrou para pista, nos deixando à vontade.

O beijo foi delicioso e ficamos curtindo alguns bons minutos ali. Ao entrarmos na pista, vimos o Marco e fomos na sua direção. Laura começou a beijá-lo e me puxou para participar também. Como achava os dois muito lindos, entrei no meio e íamos revezando: uma hora com um, uma hora com outro, depois os três.

Passamos a noite toda juntos e quando a festa acabou Marco sugeriu que fossemos para casa dele. Eu fui, e como nunca havia feito sexo à três, não sabia o que esperar - o que além de curioso, era muuuito sedutor.

"Foi um noite foi inesquecível"

Me lembro de cada detalhe da casa dele. A cama ficava logo depois de uma escada, num mezanino na parte de cima da casa, e era grande, como se fosse feita para três pessoas. Ao chegarmos, sentamos no sofá, conversamos e bebemos um drinque.

Depois de um tempo, subimos para a cama e foi ali que o clima começou a esquentar. Laura e Marco começaram a se beijar e confesso que por alguns minutos não sabia o que fazer. Com a sensibilidade que só as mulheres têm, Laura percebeu e começou a me beijar. A partir disso as coisas foram fluindo.

Enquanto nos beijávamos, Marco ia passando a mão em nossos corpos e fomos aos poucos tirando a roupa. Sabe aquele desconforto que senti no começo? Nem lembrava mais. Tudo parecia ir se encaixando e as mãos iam encostando nos lugares mais gostosos. Dava pra ver no rosto de cada um que estava muito bom.

Marco então começou a beijar Laura e a me masturbar, enquanto eu fazia carícias e beijava o pescoço dela. Era realmente o quebra-cabeça perfeito. Os dois já tinham uma intimidade, por serem namorados, então sabia que tudo que era guiado por um dos dois, agradaria o outro.

Depois de me fazer gozar com sua mão, Marco começou a penetrar Laura e eu aproveitei o momento para admirar a cena e curtir o corpo dos dois. Ia passando a mão pelas costas dele e pela perna dela. Nunca achei que gostaria tanto de ver um casal transando, mas é realmente uma conexão que encanta.

Laura parecia estar no paraíso e não demorou muito para chegar lá também e, com o semblante leve e de quem acabou de sentir muito prazer, começou a me masturbar e eu a ela. Marco ficou só de olho e aproveitou o momento em que estava no ápice para me penetrar também. Como já disse, tudo se encaixava.

Mais uma vez os beijos e o toque de Laura, junto com a penetração de Marco era o combo perfeito para me fazer gozar mais uma vez, ou melhor, fazer com que nos dois gozássemos juntos.

Dormimos os três juntos e abraçados depois de uma noite inesquecível. Essa foi a última vez que vi os dois. Não mantivemos contato, mas tenho certeza que assim como eu, eles não esquecem essa noite."

*nome trocado a pedido da entrevistada.

Minha história