PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Olheiras, bolsas e linhas finas: como escolher o creme para área dos olhos?

Escolha de ativos depende das características da pele - Getty Images
Escolha de ativos depende das características da pele Imagem: Getty Images

Isabella Marinelli

De Universa

11/05/2021 04h00

A pele da região dos olhos é a mais fina de todo o corpo. Ela também tem um número significativamente menor de glândulas sebáceas e sudoríparas. Para completar, recobre músculos que trabalham muito — nós piscamos cerca de 30 mil vezes em um único dia, além de reproduzir as expressões de alegria, tristeza, irritação. "Tal conjunto de características faz com que a região desidrate e envelheça de forma mais rápida que o restante do corpo", explica a dermatologista Natasha Crepaldi, de Cuiabá. Por todas essas razões, a indústria de beleza trabalha ativamente para criar fórmulas específicas de cuidado gentil.

O mercado tem tantas opções, que fica até difícil escolher a melhor alternativa na hora de passar o cartão. São várias especificações no rótulo, sem contar a necessidade de combiná-las efetivamente com as características pessoais.

Entenda o seu tipo de pele

Este é o primeiro passo na hora de escolher o seu creme dos sonhos. É importante entender uma característica fundamental: a pele da região é seca, equilibrada ou oleosa? Ainda que o rosto produza mais sebo, as olheiras e pálpebras tendem ao ressecamento, então leve a diferença em consideração. "Partindo daí, peles secas e desidratadas devem receber cremes densos e oclusivos. Já as peles oleosas se entendem melhor com cremes ligeiros, séruns e loções", explica Natasha.

Posso usar o creme de rosto na área dos olhos?

Nem sempre. Alguns produtos para o rosto contêm ácidos e outras substâncias agressivas para uma porção tão sensível. "O ideal é que se use um produto específico. Caso contrário, podem surgir alergias ou sensação de ardência", explica a dermatologista Ana Carolina Sumam, do Rio de Janeiro. Se o cosmético for apenas hidratante e nutritivo, tudo bem.

Lembre-se de que as pálpebras superiores são ainda mais sensíveis e têm dobrinhas que podem acumular resíduos. Portanto, use pequenas quantidades e espalhe bem para evitar irritações.

Quais ativos devo procurar no rótulo?

Se tenho olheiras arroxeadas ou bolsas...

Ingredientes capazes de ativar a microcirculação local ajudam a descongestionar a região e aliviar a tonalidade arroxeada, geralmente resultado da vascularização. "Cafeína, ginkgo biloba, extrato de arnica e vitamina K são compatíveis com essa ação", afirma Ana Carolina. Hoje, também existem opções que carregam microesferas iluminadoras, feito maquiagem, capazes de provocar um disfarce suave nos pontos mais fundos.

Se tenho linhas finas e falta de volume...

"Prefira ativos de ação hidratante ou de estímulo à produção de colágeno. Ácido hialurônico de diferentes pesos moleculares, vitamina B5, niacinamida, vitamina C, silício e até retinol em doses compatíveis com a região podem ajudar", indica a dermatologista.

skincare - Getty Images - Getty Images
Área dos olhos é sensível e não tolera todo tipo de ingrediente
Imagem: Getty Images

Creme para olhos só pode ser usado à noite?

Nem sempre. A maioria deles pode ser aplicada de manhã e à noite. O importante é que o seu queridinho não contenha ingredientes fotossensíveis, que mancham quando expostos à luz. Preste atenção ao rótulo! "De dia, não se esqueça de finalizar com uma camada de protetor solar", indica a dermatologista Mônica Moya, de São Paulo.

Tem jeito certo de aplicar?

Use uma pequena quantidade de produto e espalhe com os anelares. São os dedos mais indicados para tal função, pois empregam menor força. Faça movimentos delicados e circulares para não machucar ou estimular a flacidez da região. Se quiser efeito de drenagem, massageie de fora para dentro, em direção às glândulas lacrimais.

Tem idade para começar a cuidar da área dos olhos?

Não existem protocolos específicos, entretanto, os cuidados podem começar por volta dos 25 anos. "Nesta idade começamos a sentir queda na produção de colágeno e, consequementemente, na firmeza da pele", afirma Mônica. Por outro lado, não há idade limite. A pele sempre se beneficiará de doses de hidratação e reposição de nutrientes da barreira cutânea.

Beleza