PUBLICIDADE

Topo

Universa Vê BBB

10 motivos para amar Karol Conká: acredite, ela ainda pode "tombar" você

Karol Conká foi cancelada, mas ainda existem muitos motivos para admirá-la - Reprodução / Internet
Karol Conká foi cancelada, mas ainda existem muitos motivos para admirá-la Imagem: Reprodução / Internet

De Universa

23/02/2021 04h00

Quando Karol Conká foi anunciada como uma das participantes do BBB 21, muita gente vibrou. Afinal, a curitibana de 34 anos tem uma trajetória incrível como cantora, com um repertório de músicas com reflexões sociais, feministas e de combate ao racismo. Isso sem falar em suas roupas, maquiagens e penteados altamente "tombadores" - só para ficar numa expressão cunhada pela artista.

Mas, logo nos primeiros dias de BBB, a rapper de personalidade forte e explosiva falou e fez coisas que revoltaram o público nas redes sociais, fazendo com que ela se tornasse uma das maiores vilãs do reality. Entre elas, mandar o participante Lucas sair da mesa enquanto ela comia ou confrontar Carla Diaz aos berros por achar que a atriz estaria flertando com Bil, seu crush no programa.

A repercussão negativa de suas atitudes no jogo foi tanta que a cantora agora acumula prejuízos na carreira, tais como a suspensão de participações em festivais e programas de TV, além de ter perdido mais de 500 mil seguidores no Instagram.

Mas, quem vê hate não vê coração. E Karol tem um lado de sua trajetória fora da casa do BBB cheia de qualidades. Ela sempre demonstrou amor e carinho com sua família, principalmente a avó, com sua cachorrinha Chantilly e com o filho adolescente, Jorge, de 15 anos, que a faz passar horas jogando videogame. Além disso, a cantora é exemplo para outras mulheres com sua história de superação e de empoderamento. Em uma das mais profundas entrevistas que já concedeu, na seção Sem Filtro, aqui em Universa, Karol contou sobre episódios difíceis em sua vida, como os problemas com o pai alcoólatra, a depressão e a baixa autoestima.

A seguir, elencamos 10 motivos para deixar o ranço do BBB de lado e simpatizar com a cantora:

1. Relação de amor e gratidão com a avó

Dona Brasilina, avó de Karol, foi vítima de violência doméstica durante boa parte da vida — e, mesmo depois do seu falecimento, ela segue citando seu nome como uma de suas maiores inspirações de vida. "É muito importante a gente compartilhar as nossas referências pretas que nos dão impulso pra transformar as coisas. Nos últimos dias eu pensei muito na minha avó, que amava cantarolar enquanto lavava roupa (...) Eu nunca esqueço de um dia que ela olhou pra mim e disse que acreditava que a minha carreira ia dar certo", escreveu em um post homenagem no Instagram

2. É uma mãe dedicada e protetora

Em entrevista a Universa, Karol contou que não gosta de falar publicamente sobre os dilemas da maternidade. "Eu não falo da minha vida materna. Não tem por que expor meu filho. Não quero causar nenhuma confusão na cabecinha dele. Por isso, tomo muito cuidado", declarou. A cantora é mãe de Jorge, de 15 anos.

Ela elencou também as técnicas que usa para se manter próxima do filho. "Às vezes finjo que tenho a idade dele e vou assistir ao que ele assiste, aproveitando para falar sobre feminismo, pessoas trans, gays... Ele entende tudo." Foi por causa dessa proximidade com o universo jovem que Karol descobriu sua paixão pelos videogames. Antes de entrar para o reality, ela contou à produção que adora participar de sessões online com outras pessoas, mas se mantendo no anonimato.

3. Luta pela liberdade sexual

"Me lambe, me lambe. Me dá uma lambida lá": a letra da música "Lalá" é só um dos exemplos do quanto Karol usa a arte para expressar apoio à liberdade sexual feminina. Em 2017, ano do seu lançamento, a canção gerou polêmica pela crítica direta aos homens que não sabem lidar com mulheres que expressam livremente seus desejos. Mas, segundo Karol, o que ela mais recebeu foram agradecimentos masculinos. "A música ajudou muita gente."

4. Tem uma história de amor com o cabelo

Desde a infância, a mãe de Karol estimulava que ela alisasse o cabelo. Ela fazia isso com uma espécie de "pasta" que deixou uma forte lembrança nas memórias da cantora. Somente aos 16 anos, após tomar contato com o rap pela primeira vez, ela decidiu passar por uma transição capilar. Em entrevista ao "Conversa com Bial", ela contou que raspou completamente os fios para que os novos crescessem livremente.

5. Tem bons motivos para evitar chorar

Recentemente, durante uma exibição ao vivo do BBB, Karol foi filmada dizendo para a funkeira Pocah que, em muitos momentos, se pegava segurando o choro dentro do reality. De fato, ela não gosta de chorar em público. Ao ser questionada sobre racismo, ela disse em entrevista a Universa: "Eu sei que o preconceito dói, que o racismo arde, queima. É uma dor horrível. Só que, se você aparece chorando, você está dando mais tesão para essas pessoas." Foi por esse motivo que ela começou a controlar as emoções nos espaços públicos.

6. Fala abertamente sobre questões de saúde mental

Ela declara que passou por uma fase depressiva, em especial quando atingiu o auge da carreira. "A fama acabou descendo mais na cabeça do que subindo. Parecia que eu não me sentia merecedora de tanto sucesso. Conversei com outros artistas que passaram pelo mesmo problema que eu e me senti mais aliviada. Era uma questão de analisar onde estava e o que fazia", disse. Além disso, ela já incentivou quem também sofre com problemas de saúde mental a procurar um especialista.

7. Sabe reconhecer os erros na vida amorosa

No BBB, seu envolvimento com Arcrebiano, o Bil, foi bastante criticado pelo público. A cantora chegou a ser acusada de assediar o personal trainer Sobre o episódio, Karol ainda não assumiu que estava errada, mas no decorrer da vida amorosa já assumiu ter cometido deslizes. Em 2019, declarou que só teve quatro namorados, um deles o pai do seu filho. Disse que o último homem com o qual se envolveu até aquele momento era também aquele que havia despertado nela sentimentos mais fortes. "Acho que não foi uma paixão, acho que fui obcecada. Realmente não sinto falta desse afeto", declarou.

8. É apaixonada pela Chantilly, sua cachorrinha

Karol toma conta de Chantilly, uma cadela inteira branca, da raça Lulu da Pomerânia. Durante sua participação no reality, brincou que deixaria o comando de suas redes sociais por conta dela, a quem deu o apelido de "adm". A cantora também gravou um vídeo se despedindo do animal e dizendo que, infelizmente, não poderia levá-la na mala.

9. É 'it girl' por natureza

Fã de Rihanna, Karol aposta em volume, estampas, texturas e não esconde que seu guarda-roupa é inteiro pensado para chamar atenção. Dario Mittmann, responsável pelos looks da cantora no BBB, conta que garimpou acessórios até internacionalmente para compor os looks que ela usaria durante o programa.

10. Nunca teve medo de quebrar padrões

Em 2016, durante sua apresentação no Lollapalooza Brasil, Karol disse: "Vivemos em uma sociedade que nos obriga a seguir padrões. Estou aqui para dizer fod*-se os padrões", arrancando aplausos da plateia. A frase resume muito da sua missão como artista: seja no modo de vestir, nas letras de suas músicas ou na forma de se expressar, ela deixa claro que não gosta de viver segundo os estereótipos do que é esperado de uma mulher negra na sociedade.

Universa Vê BBB