PUBLICIDADE

Topo

'BBB' e transfobia: Lina pode processar Lucas por usar o pronome errado?

BBB 22: Lucas e Lina se desentenderam durante a festa do líder - Reprodução/Globoplay
BBB 22: Lucas e Lina se desentenderam durante a festa do líder Imagem: Reprodução/Globoplay

Gabriela Forte

Colaboração para Universa

24/02/2022 14h48

Aliados no jogo dentro da casa do "BBB 22", o líder Lucas Bissoli e a cantora Linn da Quebrada se desentenderam na madrugada desta quinta-feira (24) depois do estudante de medicina usar o pronome masculino para se referir à sister.

Durante a festa que celebrava a sua liderança, Lucas usou o termo 'vocês dois' quando foi chamar Lina e Natalia para a pista de dança. Apesar dos pedidos de desculpas e explicações de Lucas, Lina ficou visivelmente chateada com a situação. Não é a primeira vez que Lina sofre com atitudes transfóbicas no programa. Ouvida por Universa, a advogada Mayra Cardozo, especialista em Direitos Humanos, reforça que, esse tipo de atitude configura crime inafiançável. "Em 2019, o STF teve uma decisão histórica de criminalizar a transfobia e qualquer violação nesse sentido sob os mesmos parâmetros do crime de racismo até que o Congresso crie uma lei específica sobre o assunto, com pena prevista de 01 a 03 anos, podendo chegar até 05 anos em casos mais graves", afirma.

Ao saber da história, Jessilane logo alertou Lucas sobre seu erro, mas apesar dos pedidos do estudante, Lina manifestou seu incômodo com a situação. A sister afirmou que esse tipo de erro em seu tratamento é inadmissível depois de mais de um mês de convivência.

Lina ainda desabafou durante a madrugada com outros jogadores. "Por quanto tempo eu vou ter que sentir a dor pra aliviar a dor de outras pessoas!? Quando cada vez que me matam vai valer alguma coisa? Cada vez que fazem isso, é como se ignorassem a minha existência" disse Lina em conversa com Eslovênia, que no início do jogo também chamou a cantora por pronomes masculinos.

Transfobia é crime

A advogada Mayra Cardozo lembra que qualquer um pode denunciar uma atitude transfóbica de que for testemunha "Isso pode ser feito por meio de boletim de ocorrência ou pelo disque 100, que é um serviço dos governos federais para denúncias de violações de Direitos Humanos."

A advogada ainda reforça que, por conta de mudanças no cenário do direito internacional, os casos de transfobia têm sido tratados com mais agilidade e dureza aos ofensores, já que a Corte Interamericana de Direitos Humanos tem sido cada vez mais dura em análises desse tipo de crime.

"As investigações de casos de transfobia deverão ser analisadas de acordo com fatores de gênero, e não podem ser investigações genéricas. A todo tempo deve ser levado em conta que se trata de um crime de gênero. A Corte sinalizou que a violência contra pessoas trans possui um fim simbólico no qual a vítima é eleita pelo agressor com a finalidade de comunicar uma mensagem de exclusão e subordinação e isso não pode ser suavizado".

A direção do "BBB" tem se mantido atenta para alertar os jogadores sobre seus erros transfóbicos. Durante uma entrada ao vivo em um domingo de formação de paredão, o apresentador Tadeu Schmidt pediu que Lina explicasse aos jogadores por que ela deveria ser chamada pelo pronome feminino, reafirmando a identificação da artista como travesti e sua escolha por esses pronomes.

Equipe de Lucas se desculpa

Na manhã desta quarta-feira, a equipe que cuida das redes sociais de Lucas se manifestou sobre o caso. Segundo eles, "Não existe desculpa plausível nesse momento. Lucas errou e ponto."

No momento do Raio-X de hoje (24), Lina usou o espaço para falar sobre o erro de seu pronome. "Ontem eu tive uma situação com o Lucas que inclusive acabou se desdobrando um pouco com algumas outras pessoas em relação à troca do pronome que eu quero ser tratada. E o que me chama mais atenção é porque já estamos na metade do programa e a cada dia que passa eu sinto que é isso, né? Por quanto tempo mais eu vou amenizar o que eu tô sentindo pra tornar mais leve pro outro, né?", declarou a sister, que completou: "Acho que isso não tem necessariamente a ver com o Lucas porque é isso, gosto muito do Lucas e sei que o Lucas gosta muito de mim, mas precisava falar isso pra ele pra tornar isso mais leve em mim também."