PUBLICIDADE

Topo

Polícia prende suspeito de estuprar sobrinha de 9 anos; ele culpa a menina

Getty Images
Imagem: Getty Images

Tatiana Campbell

Colaboração para o UOL, do Rio

18/11/2020 20h34

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu hoje um homem suspeito de estuprar a própria sobrinha de 9 anos por pelo menos quatro anos. O caso foi registrado na 5ª DP (Mem de Sá) pela mãe da criança. Em depoimento, o acusado chegou a culpar a menina pelos atos cometidos.

De acordo com os agentes, a prisão aconteceu após um monitoramento do setor de inteligência, já que depois de a família denunciar o crime, o suspeito fugiu para o Nordeste. Após alguns meses, ele voltou para o Rio de Janeiro. Segundo as investigações, os agentes receberam uma informação anônima de que ele circulava por diversos bairros da cidade.

Delegado responsável pelo caso, Antônio Ferreira Bonfim conversou com o UOL e disse que a menina só não confessou para a mãe os abusos que sofria porque ele a ameaçava de morte:

"A menina contou para um colega que desde os 9 anos até os 13 [atualmente ela tem 14 anos] sofria abusos do tio. O amigo chamou a mãe e familiares e contou o que estava acontecendo. Eles chamaram a menina e ela confirmou. Ela então foi na delegacia, foi ouvida com a presença da mãe, ela deu muitos detalhes do que acontecia", disse o delegado.

"Ouvimos também o colega dela, que também disse muita coisa. A mãe contou que a menina fica reclusa, retraída, mas nunca entendeu. A criança disse que ela não contou que sofria os abusos, pois o acusado ameaçava ela e a mãe dela de morte", disse o delegado.

"Quando foi preso, ele, claro, negou que abusava da menina, como todos fazem. Ele ainda culpou a menina. Disse que a sobrinha ficava com brincadeiras com ele, mas ela não aceitava", apontou.

"A menina chegou a mudar de endereço e mesmo assim ele ia atrás dela, disfarçava dizendo que queria ajudar na mudança. Ele está com mandado de prisão temporária, mas ainda nessa semana eu consigo a preventiva. A menina, a mãe e a irmã dela serão ouvidas novamente", completou Bonfim.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o acusado já respondeu um processo pelo crime de estupro de vulnerável, porém foi absolvido. O homem já foi encaminhado para o sistema penitenciário e encontra-se à disposição da Justiça.