PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Nuru: passo a passo completo da massagem excitante para casais

Massagens a dois podem funcionar com uma ótima preliminar - Getty Images
Massagens a dois podem funcionar com uma ótima preliminar Imagem: Getty Images

Heloísa Noronha

Colaboração para Universa

19/09/2020 04h00

Toda sessão de massagem feita a dois já é, por si só, uma ferramenta importante para aumentar a conexão entre o casal. Em alguns casos, funciona como uma preliminar que prepara o corpo e a mente para o orgasmo. Algumas versões, porém, amplificam essa experiência íntima, com a oriental Nuru.

A palavra Nuru vem do idioma japonês e significa "escorregadio". Conhecida principalmente no Japão e nos Estados Unidos, essa massagem é feita entre duas pessoas, por isso é tão excitante para casais: ambos se beneficiam dos movimentos.

Como fazer a massagem Nuru

Do que precisa: de um gel de massagem bastante escorregadio e viscoso. Há várias marcas no mercado erótico com a palavra Nuru no nome, levando na composição algas marinhas. A ideia é que um corpo deslize sobre o outro com facilidade. Antes de colocar as mãos no par, é importante aquecê-las já com o gel - pode ser esfregando uma na outra.

Ambiente ideal: normalmente ela é feita em futons ou superfícies - impermeáveis, de preferência, porque vão mesmo ficar "melecadas" ao nível do chão, com uma ambientação climática favorável (nem quente, nem frio), iluminação suave e música conforme o gosto do casal.

Como é: os movimentos básicos consistem numa massagem manual inicial com manobras de deslizamento que também serve para espalhar o gel tanto no corpo de quem recebe quanto no corpo de quem aplica. Após essa fase, quem ministra a Nuru deve utilizar as partes mais macias do corpo, como coxas, antebraços, seios e glúteos, com movimentos deslizantes, suaves e contínuos por toda superfície do corpo de quem recebe. Sempre, é claro, tomando o cuidado para que joelhos e cotovelos, por exemplo - não machuquem o par. Nesse ponto, a Nuru se assemelha à clássica massagem tailandesa. Quando o casal estiver com cada pedacinho da anatomia úmido de gel, podem massagear um ao outro com o próprio corpo. Nesse momento, vale o que a criatividade pedir: movimentos de vaivém ou circulares, coxa com coxa, zonas erógenas em contato com as costas ou tórax e tudo o que a imaginação puder alcançar.

Dicas extras: a diversão e a excitação são maiores se os dois estiverem com os corpos molhados, o que deixa o gel ainda mais escorregadio. E, assim como acontece com a maioria das práticas asiáticas, a pressa é a inimiga da perfeição. Se vocês adiarem o momento da penetração o máximo que puderem, vão tirar maior proveito da Nuru.

Benefícios: em primeiro lugar, relaxamento e prazer. Praticar a Nuru antes do sexo é uma espécie de experiência lúdica que aumenta os níveis de ocitocina, o hormônio do vínculo e da intimidade, e de endorfina, neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar. Sentir cada milímetro do próprio corpo e do corpo do par pode ser uma preliminar sensorial diferente capaz de elevar a cumplicidade do casal na cama a outro nível.

Fontes consultadas: Agni Damari, terapeuta e instrutora do Espaço Kundalini, em Jacarepaguá (RJ), e Roberto Debski, psicólogo, especialista em Medicina Integrativa e em Acupuntura e Homeopatia pela AMB (Associação Médica Brasileira)

Sexo