PUBLICIDADE

Topo

Violência contra a mulher

Luiza Brunet sobre abuso aos 13: 'Poderia ter deixado sequela irreversível'

Luiza Brunet fala a Antonia Frering sobre violência sexual que sofreu aos 13 anos - Reprodução/Instagram
Luiza Brunet fala a Antonia Frering sobre violência sexual que sofreu aos 13 anos Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Universa, em Santos

10/09/2020 10h03

Luiza Brunet, 58 anos, acredita que os abusos sexuais que sofreu aos 13 anos poderiam ter lhe deixado "sequelas irreversíveis". Por isso, ela comemora o fato de, hoje, serem mais normais tanto as denúncias desse tipo de violência quanto o diálogo sobre o assunto.

Em conversa com Antonia Frering em live no Instagram, Luiza defendeu que os abusos causam insegurança ao longo da vida inteira de uma mulher.

"Isso poderia ter deixado sequelas irreversíveis. Tive a capacidade enorme de esquecer esse fato por muito tempo. Lembrava eventualmente mas não dava importância. Depois que comecei a falar, me senti mais leve porque é muito ruim guardar um fato como esse durante tanto tempo. Vejo que agora as meninas estão se encorajando [para denunciar]", disse.

"Como não se falava nisso, talvez eu não tenha percebido o quanto foi grave. Consegui me libertar de uma forma natural. Meu instinto de mulher sempre foi de superação, mas ninguém deve ficar em um processo de se culpar."

Em entrevista recente ao UOL, Luiza disse que os abusos sexuais na adolescência aconteceram por parte de um vizinho. Contou ainda que passou "por todo tipo de abuso na vida", de homem encoxando no ônibus a patrão tentando boliná-la.

Na entrevista a Antonia Frering, Luiza disse que, aos 47 anos, descobriu por meio de exames médicos que as violências tiveram efeitos negativos na saúde. "Descobri que estava com hipotireoidismo, por conta da violência que sofri. Desencadeou uma série de fatores muito ruins no meu organismo. Tive de me cuidar muito mais ainda e comecei a fazer reposição hormonal. Foi a melhor coisa da minha vida; me sinto uma nova mulher."

Violência contra a mulher