PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Cabelos coloridos: passo a passo perfeito para fazer em casa e mudar o look

Marcela McGowan, Thaila Ayala e Preta Gil foram algumas das famosas que apostaram nas cores - Reprodução/Instagram
Marcela McGowan, Thaila Ayala e Preta Gil foram algumas das famosas que apostaram nas cores
Imagem: Reprodução/Instagram

Manuela Aquino

Colaboração para Universa

31/08/2020 04h00Atualizada em 02/09/2020 20h02

Não é a primeira vez que cabelos coloridos de azul, rosa ou lavanda passam pela sua timeline. Aliás, eles já foram moda antes mesmo de existirem redes sociais. Na década de 80, cabelo colorido era sinônimo de rebeldia. Nos anos 2000, inspirada na princesa do rock Avril Lavigne, a onda coloriu a cabeça das adolescentes. Mais recentemente, por volta de 2014, celebridades — oi Katy Perry e Kelly Osbourne — e fashionistas voltaram a usar cores, dessa vez mais pastéis e desbotadas, nos fios. Agora a moda ressurgiu com as quarenteners, que, de muitos estilos e diferentes idades, decidiram usar o tempo de isolamento para experimentar coisas novas.

Deu vontade? Veja o que fazer para se divertir sem estragar o cabelo.

Qual produto escolher?

Há duas opções para quem quer experimentar a tendência: tonalizantes e tinturas. Tonalizantes têm efeito temporário. Como esse produto colore apenas a cutícula do fio, ele sai aos poucos, com as lavagens. Já as tinturas penetram no fio e, por isso, são definitivas — saem só com o crescimento, e o corte, do cabelo.

Tonalizantes e tintas podem ser facilmente encontrados na internet, em sites de perfumaria ou de produtos profissionais.

Descolorir ou não descolorir

Tanto tinturas quanto tonalizantes só aparecem nos fios bem claros — castanhos bem clarinhos, loiros ou brancos. Quanto mais viva você quiser a cor, mais claro deve estar o cabelo. Portanto, quem tem fios escuros, não tem jeito, precisa passar pelo processo de descoloração.

O processo é feito com pó descolorante e água oxigenada entre 20 a 40 volumes — quanto mais escuro o fio, mais potente precisa ser o produto.

O processo de descolorir traz consequências. "Ao tirar o pigmento do cabelo, alteramos a estrutura do fio, que perde sua fibra de sustentação. Com isso, ele fica mais fino e suscetível à quebra", diz Andrea Frange.

Faça o teste

O primeiro passo é fazer o teste de descolorante, para ver se o seu fio resiste a esse procedimento. "Teste em uma mecha da parte de trás do cabelo e observe o resultado. Se os fios resistiram bem, pode passar para a tintura. Mas se ficaram elásticos, extremamente finos ou se foram cortados, é preciso fazer um tratamento para fortalecê-lo antes de submetê-lo a esse procedimento", diz Vanessa Jesus, colorista do Salão 1838 Jardim América, em São Paulo

Se tudo der certo, você está pronta para a diversão.

Como fazer

Você vai precisar de:

  • Kit com pincel e potinho para mistura. Alguns tonalizantes já vêm com bico aplicador e você pode tentar fazer direto espalhando com as mãos. De qualquer forma, os pincéis garantem uma aplicação mais precisa.
  • Um par de luvas de látex, para não manchar as mãos.
  • Uma capa para proteger a sua roupa.
  • Uma toalha velha, pois é comum que, após o primeiro enxágue pós tintura, saia algum excesso de tintura na hora de enxugar.
  • Pedaço grande de plástico ou jornais, para forrar o chão do seu banheiro.

Descoloração (apenas para quem tem cabelos escuros):

  • Em um potinho, misture bem duas medidas de pó descolorante para uma medida de água oxigenada escolhida.
  • Passe a mistura clareadora na parte desejada (pode ser só na franja em mechas, só nas pontas, em todo o cabelo) e deixe por 30 minutos e, então, enxágue o cabelo.
  • Aplique uma máscara de hidratação. Deixe o tempo indicado no produto e enxágue. Se o cabelo ficou amarelado, já é possível passar para a coloração. Mas se o fio ainda não clareou o suficiente, aplique a mistura descolorante novamente. Isso é o que os especialistas chamam de "tempo de pausa". "Não se deve deixar o produto no cabelo por um tempo prolongado, até atingir a cor desejada", explica o cabeleireiro Marcos Proença, de São Paulo.
  • Repita a operação até chegar ao tom desejado. Mas fique atenta: quanto mais claro, mais poroso e quebradiço ficará o fio e mais colorido ficará o cabelo.

Tintura ou tonalização:

  • O tonalizante já vem pronto para usar. A tintura precisa ser preparada, de acordo com as instruções da embalagem.
  • O tonalizante pode ser aplicado com o próprio bico aplicador. A tintura deve ser aplicada com pincel. Nos dois casos passe o produto sempre no sentido do couro cabeludo para as pontas.
  • Agora, espalhe o produto com as mãos, alisando os fios de cima para baixo.
  • Deixe o produto agir. O tempo máximo deve ser o do indicado na embalagem. Mas, a cada 10 minutos, cheque a cor dos fios -- dependendo da cor do seu cabelo e do tom que quer atingir, você pode ter que tirar o produto antes do tempo indicado.
  • Quando chegar na cor que deseja, enxágue bem e lave o cabelo normalmente. Use uma máscara de reconstrução, com queratina, já na primeira lavagem.

Dica: faça esse processo de tintura com o cabelo sujo. A oleosidade serve como uma camada protetora, evitando o aparecimento de feridinhas no couro cabeludo.

Para manter a cor

Fios tingidos exigem cuidados redobrados. Vale a pena investir em um xampu específico para cabelos tingidos que, normalmente, contêm menos detergente na fórmula e, por isso, prolongam a duração da cor.

Recomenda-se que se faça uma hidratação com máscaras ou ampolas duas ou três vezes na semana. Máscaras de queratina são indicadas a cada 15 dias.

Quando os fios começarem a desbotar, é possível retocar somente a cor sem precisar descolorir novamente. Só será necessário descolorir novamente quando for retocar a raiz. Isso se você quiser: "A raiz mais escura e o comprimento e pontas mais coloridos dão um efeito bem legal. Uma referência punk dos anos 80", diz Proença.

Enjoei, e agora?

Para retomar a sua cor original, será preciso recorrer à tintura. O ideal é fazer isso em um salão: um profissional saberá tirar todo o resto de pigmento para então aplicar outro tom. Passar uma cor mais escura por cima do colorido também é uma saída, mas é bem provável que se perceba uma sombra do pigmento colorido nos fios.

Beleza