PUBLICIDADE

Topo

Sexo

'Ego', da Beyoncé, e outras 11 músicas que falam de sexo. Você sabia?

Beyonce Sasha Fierce - Divulgação
Beyonce Sasha Fierce Imagem: Divulgação

Heloisa Noronha

Colaboração com Universa

24/06/2020 04h00

Amor, sexo e traição (essa, em especial, no caso das sertanejas) são o combo perfeito para inspirar músicas de sucesso. Enquanto algumas letras são mais explícitas, outras apostam em expressões de duplo sentido para falar de masturbação e transas casuais, deixando a leitura da sacanagem sob a responsabilidade dos fãs.

Sutis ou não, Universa listou 12 bons exemplos. Quais você já conhecia?

12 músicas que falam de sexo e muita gente não reparou

"Side to Side", de Ariana Grande (participação de Nicki Minaj)

A canção do terceiro álbum de estúdio da cantora deixou definitivamente para trás o passado de ex-estrelinha mirim da Nickelodeon. A letra, de duplo sentido, fala sobre correr de bicicleta, mas na verdade é sobre transar tanto ao ponto de ficar sem conseguir andar direito no dia seguinte.

"Cake By The Ocean", do DNCE

Com suas letras engraçadinhas e ritmo dançante, a banda de pop rock liderada formada por Joe Jonas, Jin Joo e Cole Whittle costuma brincar com o significado das palavras. Segundo o próprio Joe, a brincadeira de "devorar um bolo perto do mar" nasceu de uma confusão que um produtor sueco fez com o nome do drinque Sex on The Beach (sexo na praia, em tradução livre).

"Ego", Beyoncé

Presente no disco "I Am... Sasha Fierce", de 2009, a música apresenta a protagonista cantando sobre seu amor pelo ego "enorme" do seu amado. Num determinado trecho, em que a diva pop avisa que "não vai caber", ela deixa a dúvida se é mesmo o narcisismo do sujeito ou o tamanho do pênis do boy que ela está enaltecendo.

"Downtown", de Anitta (participação de J Balvin)

Uma das músicas do projeto Checkmate da carioca, a faixa não é uma música animada e sensual sobre uma visita ao centro da cidade. "Downtown" é uma expressão norte-americana de sentido dúbio, pois também remete ao sexo oral feminino.

"Your Love is King", de Sade Adu

A cantora nigeriana encantou o mundo em 1984 com "Smooth Operator", canção sobre um sedutor garoto de programa de luxo. Desde então, o sexo sempre esteve presente em suas canções de maneira metafórica, como em "Your Love is King", que fala de clitóris: "tocando a melhor parte de mim, está fazendo minha alma cantar" e de orgasmo: "você me faz dançar por dentro".

"Patience", de Guns n'Roses

Você escuta o clássico da banda norte-americana hpa anos mas talvez não sabia que não trata apenas de uma discussão de relacionamento entre um casal problemático. O pedido de paciência, na verdade, é uma súplica do personagem (machista, aliás) para a namorada esperar que ele atinja o orgasmo.

"Extraña Sensación", do RBD

O grupo pop mexicano criado a partir da novela "Rebelde", cantava músicas direcionadas ao público infanto-juvenil. Por isso, em princípio, a letra de "Extraña Sensación" remete a um amor à primeira vista, mas uma análise mais apurada revela que se trata de sexo puramente casual.

"If U Seek Amy", de Britney Spears

Birtney sempre cultivou a sensualidade como temática de seus álbuns e clipes, mas nessa canção a malícia está na pronúncia de seu nome. O título da faixa, que fala de uma garota boa que todos deveriam conhecer, tem uma sonoridade muito parecida com a expressão em inglês "fuck me" - uma escolha proposital, segundo produtores da cantora.

"Love Myself", de Hailee Steinfeld

Conhecida como uma letra de celebração à autoestima e ao empoderamento, "Love Myself" trata, na verdade, de uma ode à masturbação feminina. Os versos da cantora, que também é atriz e concorreu ao prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante no Oscar de 2011 por "Bravura Indômita", afirmam que não tem nada mais em gritar o próprio nome na hora H.

"Genie in a Bottle", de Christina Aguilera

O hit que conduziu a loira ao estrelato no fim dos anos 1990 é todo calcado na história de Aladdin e o gênio da lâmpada e fala de uma garota solitária e reprimida que esperou por anos a fio por um homem que a "esfregasse do jeito certo".

"Wildest Dreams", Taylor Swift

Entre um shade e outro para antigos amores e desafetos, volta e meia a estrela norte-americana solta alguns versos cheios de luxúria para os fãs. Em "Wildest Dreams", ela fala não só de uma paixonite por um bad boy como ainda deixa no ar o duplo significado de "lábios vermelhos e bochechas rosadas".

"Vou de Táxi", de Angélica

A música que embalou a infância de muita gente na década de 1980 teve vários pontos despercebidos por crianças inocentes e pais desatentos que só muitos anos depois se deram conta da letra sacaninha. Uma análise minucioso conclui que Angélica cantava que a escola podia esperar enquanto se entregava às brincadeiras sexuais no chuveiro ("mas no banho, foi só me tocar, de repente lembrei do teu olhar") pensando em alguém que ela já tinha beijado, mas não lembrava o nome.

https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2020/06/05/desafio-do-tik-tok-carta-de-angelica-

https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2019/12/13/taylor-swift-discursa-decidi-ser-o-

https://www.uol.com.br/universa/reportagens-especiais/dicionario-anitta-de-politica/

Sexo