PUBLICIDADE

Topo

Alto Astral

"Numerologia pet" traça perfil de animais de estimação. Aprenda a calcular

É preciso saber dia, mês e ano do nascimento do animal, ou então considerar a data em que ele chegou à casa - Azaliya/Getty Images/iStockphoto
É preciso saber dia, mês e ano do nascimento do animal, ou então considerar a data em que ele chegou à casa Imagem: Azaliya/Getty Images/iStockphoto

Claudia Dias

Colaboração para Universa

07/06/2020 04h00Atualizada em 08/06/2020 11h17

Quem quer entender um pouco mais a personalidade do animal de estimação pode recorrer à numerologia, que é capaz de apontar características de cada pet e mostrar a "energia" que ele carrega para a vida do seu dono, sabia? "A partir do momento que se conhece o número ligado ao bichinho, é possível entender melhor as reações dele", comenta o numerólogo Victor Augusto de Souza.

Fazer numerologia para animais de estimação: como calcular

Para definir o número de cada animal, deve-se considerar a data de nascimento do pet. Se não souber qual é, recomenda-se considerar a ocasião em que chegou à casa. A partir daí, somam-se todos os algarismos que formam a data completa, até que se alcance apenas um algarismo - com exceção dos números mestres, explicados abaixo.

Por exemplo, se um cãozinho foi adotado em 20/06/2013, deve-se somar 2+0+0+6+2+0+1+3 = 14 = 1+4 = 5. Assim, o número do pet será 5.

A seguir, o especialista Victor resume as características dos animais ligados a cada número.

O que a numerologia diz sobre os pets

  • Número 1

É um animalzinho mais agitado, que traz animação para a vida do tutor. Brinca demasiadamente, corre muito e é extremamente leal. Também é bastante sociável: basta chegar uma visita para o pet logo fazer amizade.

  • Número 2

Tende a ser apegado ao tutor e cumpre seu papel de protetor: é aquele animal companheiro, literalmente, que segue o dono para todo lugar. É muito próximo e, em momentos de tristeza, não desgruda do seu tutor.

  • Número 3

Gosta de receber carinho, ser paparicado e mimado. Traz para a vida do dono a questão do "se sentir amado e querido". Geralmente vai conviver com uma família que lhe dará muito amor, tornando-o "reizinho" da casa.

  • Número 4

Já é mais sério e pode não gostar de receber carinho de outras pessoas ou que alguém o pegue no colo ou, ainda, fique apertando-o demais. Representa que a família precisa de estruturação, segurança e proteção. Pode até parecer um pouco agressivo mas, na verdade, é um grande protetor.

  • Número 5

Mais teimoso e com muitas manias, tem a própria rotina e costumes. Pode acabar até sendo um pouquinho vingativo - e aprontar algumas quando ficar sozinho em casa, mas só para chamar atenção. Preza pela coletividade da família que o adotou e se relaciona muito bem com crianças.

  • Número 6

O pet ligado a esse número é muito carinhoso e, também, carente. Vai exigir mais atenção, querer bastante carinho e afeto. Obviamente, recompensará os humanos por tudo isso. Gosta de brincar e ser mimado. Também é comum ser alimentado em demasia e, assim, acaba sendo suprido de várias formas e trazendo para a família essa energia de ser cuidado.

  • Número 7

É um animal mais dinâmico, rápido e muito inteligente. Está ligado a pessoas com algum nível de espiritualidade. Ou seja, quem tiver um animal com número 7 tende a ser uma pessoa de muita fé ou que busca conhecer mais o oculto. Tende a ter uma constituição energética mais forte, sendo protetor, energeticamente falando.

  • Número 8

Apesar de dar (e aceitar de volta) muita atenção e carinho, é mais independente: não costuma gostar de ser cercado por muita gente e tem a própria rotina. Traz para a família ou tutor a energia da independência.

  • Número 9

É um grande ser de sabedoria. O tutor vai sentir que o pet o entende profundamente. Tende a se aproximar de alguém triste e querer agradar. O dono vai sentir uma certa comunicação mais clara com o animal de número 9. Acaba sendo um pouco mais quieto e fica na dele, mas é um animal profundo, que traz serenidade à vida do seu dono.

  • Números mestres: 11 e 22

Se a redução da soma do dia, mês e ano de nascimento ou chegada do animal resultar em 11 ou 22, considera-se que o pet está ligado a um número mestre.

Uma característica de tais números é que o pet tende a entrar na vida de seu dono em um momento mais delicado, ou seja, que a pessoa precisa muito dele.

O bichinho de número 11 é muito agitado, rápido e faz festa para tudo e todos. Além disso, traz uma grande proteção a nível espiritual. Da mesma forma, o animalzinho de número 22 vai simbolizar uma energia de cura. "Pode parecer que chegou do nada na vida da pessoa, em meio a uma mudança muito brusca, mas veio para curar", diz Victor.

Donos necessitam de proteção

Victor lembra que pessoas que mantêm uma relação saudável e tratam bem os animais, principalmente os domésticos, buscam ou necessitam de uma certa proteção em algum aspecto da vida.

Com a turma que opta por cachorros, essa proteção é no nível material. Segundo o numerólogo, espiritualmente falando, os cães protegem de perigos mais visíveis e questões que são mais do seu dia a dia. "Já os gatos vão proteger o espiritual, o psíquico, o nível mental e o oculto", diz Victor.

Alto Astral