Topo

Mães e filhos

Rodrigo Lombardi sente culpa quando fica longe do filho: "Dói no coração"

Rodrigo Lombardi  - Leo Franco/AgNews
Rodrigo Lombardi Imagem: Leo Franco/AgNews

Carolina Martins

Colaboração para Universa

08/08/2019 15h00

Rodrigo Lombardi conversou com Universa sobre paternidade, culpa e diversidade no lançamento da coleção Dia dos Pais da Vivara, na noite de quarta-feira (7), em São Paulo.

O ator não passará o dia dos pais com o filho, Rafael, de 11 anos, por conta da agenda de trabalhos. A ausência é um assunto que faz parte da vida do ator.

"Percebi que o meu filho lida com isso muito melhor do que eu, porque a culpa é minha. Ele não lida com culpa. Por mais que a gente saiba disso, dói no coração, que fica em pedaços. Já sentei com ele e pedi desculpas sobre a minha falta e no meio da frase ele falou, 'pai está tudo certo', e pulou em cima de mim".

Rodrigo analisa o motivo pelo qual cada vez mais pais estão presentes e são participativos nas vidas de seus filhos. "O empoderamento feminino preenche a lacuna que ficava na divisão da paternidade: de que os filhos eram das mães. Anteriormente, os homens sempre foram muito desinteressados por isso."

O ator contou, ainda, como tenta encontrar equilíbrio entre a profissão, a família e ele mesmo. "Durante anos de terapia, aprendi que tempo é uma questão de preferência. Você sempre arruma para aquilo que prefere. E quando se tem filho, o coloca como preferência."

No entanto, ele admite que se ausenta mais do que gostaria. "Não sou o cara que mais tive tempo nesses 11 anos do meu filho. No ano passado, fiquei quase o ano inteiro fora de casa, morando em São Paulo. Meu filho não queria compensação, ele só queria estar comigo. Aquilo que era obrigação virava prazer, o prazer virava vontade de mais, e a vontade cria essa amizade sincera entre pai e filho."

Mais Mães e filhos