Topo

Tinder alertará usuários LGBTs em países que criminalizam homossexualidade

Baseado em sua geolocalização e preferências, aplicativo alertará usuários sobre perigos que eles possam estar correndo - iStock
Baseado em sua geolocalização e preferências, aplicativo alertará usuários sobre perigos que eles possam estar correndo Imagem: iStock

De Universa

25/07/2019 04h00

O Tinder vai alertar usuários que usarem o aplicativo em 69 dos 71 países que criminalizam a homossexualidade. Segundo comunicado oficial da plataforma, divulgado com exclusividade para Universa, o alerta de viagem aparecerá na tela do celular assim que a plataforma for aberta pela primeira vez em um dos locais, avisando os usuários sobre os perigos que ele pode correr.

Caso a preferência do usuário seja por pretendentes do mesmo gênero, o Tinder também ocultará o perfil da pessoa para que ele não apareça automaticamente para outras pessoas destes países. Assim que o alerta for exibido baseado em sua geolocalização, o usuário poderá escolher entre continuar oculto ou tornar seu perfil público para se conectar com novas pessoas e realizar matches.

A orientação sexual e/ou identidade do gênero também não serão exibidos até que o usuário esteja fora destas áreas de riscos. Segundo a plataforma, o alerta de viagem aparecerá tanto para quem estiver nestes países como para quem utilizar a função Passaporte.

Para desenvolver a ferramenta, a plataforma mapeou os países onde o aviso deveria ser implementado em colaboração com a Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Intersexuais (ILGA World, em inglês).

Mais Deu Match!?