Topo

Mães e filhos


Mães e filhos

Fã de Pequena Sereia, menina negra comemora escolha de live-action

Isadora: feliz porque a pequena sereia vai ficar parecida com ela - André Rodrigues/ UOL
Isadora: feliz porque a pequena sereia vai ficar parecida com ela Imagem: André Rodrigues/ UOL

Elisa Soupin

Colaboração para Universa

10/07/2019 04h00

A escolha da atriz Halle Bailey para interpretar a protagonista Ariel no live-action de A Pequena Sereia causou polêmica nas redes na semana passada. Muita gente contestou a escolha da adolescente de 19 anos negra, dizendo que a personagem dos desenhos é branca e tem cabelos vermelhos -- mesmo que ela seja uma figura mítica, que não existe na realidade. Mas se teve alguém que ficou radiante com a notícia foi Isadora Siqueira, de 6 anos, fã da personagem.

"Quando eu contei para ela que a pequena sereia ia ser da cor dela, os olhinhos dela brilharam", conta Ana Paula Siqueira, mãe da pequena.

Isadora não liga muito para as outras princesas, mas ama a Ariel desde bem pequenininha. "Eu gostei dela primeiro por causa dos cabelos vermelhos. Li uma história em que ela conseguiu ir em uma corrida de cavalos marinhos que era só para meninos. Mas ela foi e o pai dela respeitou ela. Ela canta, é corajosa, inteligente e virou amiga do Linguado", diz Isadora, falante e simpática, explicando porque Ariel foi eleita a sua favorita.

"Fiquei muito feliz que ela vai ser parecida comigo agora. Eu já estou seguindo a sereia no Instagram", diz a menina, se referindo à intérprete.

Ana Paula e Audir Siqueira, pais da menina, também apoiaram a escolha. "Quando ela começou a gostar do desenho, queria ter o cabelo igual ao da Ariel. A gente foi conversando, eu falei para ela que o cabelo dela era lindo e que não precisava ser igual, ela entendeu. Para a gente realmente é muito gratificante saber que ela está incluída. Sempre explico para ela que, embora ela não seja como as pessoas que ela vê nos desenhos, ela pode ser o que ela quiser. Mas é muito bom não precisar dizer isso e ela se ver em um filme que sempre adorou", diz Ana Paula, que sofreu, ela própria, com a falta de representatividade quando era criança.

"Eu não ligava para princesas, mas amava as paquitas e elas eram todas loiras. Eram as referências de beleza", lembra ela.

Isadora Siqueira é fã da personagem: "Ela é inteligente e corajosa" - André Rodrigues/ UOL
Isadora Siqueira é fã da personagem: "Ela é inteligente e corajosa"
Imagem: André Rodrigues/ UOL

"Para as crianças negras é superimportante ver personagens que sejam parecidas com ela. As pessoas que reclamaram não pensam no impacto que isso tem para quem está crescendo", opina Audir.

Enquanto o filme é gravado, Ana Paula prepara a festa de sete anos de Isadora que terá como tema -- sem nenhuma surpresa -- A Pequena Sereia. "Ela tem tudo, caderno, estojo, mochila, lancheira, roupa, fantasia", diz Ana Paula. Agora, Isadora terá também uma princesa parecida com ela.

Crespinhas no topo, nas telonas e na vida

Isadora faz parte de um grupo chamado Crespinhos S.A., voltado para a infância e para o fortalecimento da autoestima de crianças negras.

Na festa de aniversário de uma delas, a imagem de como as garotas se sentem quando percebem que não há princesas negras viralizou - Arquivo Pessoal
Na festa de aniversário de uma delas, a imagem de como as garotas se sentem quando percebem que não há princesas negras viralizou
Imagem: Arquivo Pessoal

Rolam eventos, encontros, festas, pensados para que a criança negra conviva com outras como ela e reconheça sua força e beleza. O Crespinhos S.A. também oferece books de fotos a preços simbólicos para crianças negras brincarem e posarem para as câmeras.

No aniversário de uma das integrantes do grupo no ano passado, com o tema de princesas, em um momento em que todas estavam fantasiadas, uma mãe perguntou "Como vocês ficam quando veem que todas as princesas são brancas?". O registro do sentimento das meninas viralizou nas redes e o fato só reforça a importância da Pequena Sereia Negra. Que venham outras -- e diversificadas -- princesas.