Topo

Dubladora de "A Pequena Sereia" explica porque filme é clássico feminista

Ariel em cena de "A Pequena Sereia" - Reprodução/Disney
Ariel em cena de "A Pequena Sereia" Imagem: Reprodução/Disney

Da Universa

09/02/2019 15h44

Filmes da Disney, com princesas, príncipes e bruxas, não são exatamente o ideal de igualdade de gênero e independência feminina que muitas mães querem transmitir às filhas no século 21, certo? Keira Knightley, por exemplo, proibiu sua filha de 3 anos de assistir a "A Pequena Sereia"

A atriz que dubla Ariel, Jodi Benson, no entanto, saiu em defesa da história, que em 2019 completará 30 anos. 

"Nós temos que levar em consideração que o filme é de 1989. Assim como temos que levar em consideração "A Bela Adormecida é de 1961. Eles são grandes saltos para suas respectivas épocas", disse, em entrevista ao "Hello Giggles". 

 A atriz de 57 anos acredita que "A Pequena Sereia" já atingiu o patamar de um filme clássico e, por isso, não necessariamente vai acompanhar o pensamento das mulheres em 2019. 

Assim como Keira Knightley, Benson também restringiu produções da Disney a seus filhos -- hoje com 17 e 20 anos -- mas acredita que Ariel tem características valiosas. 

"Nós vemos muitas qualidades maravilhosas na Ariel de 1989. Ela é tenaz, obstinada, determinada e motivada. Ela sonha grande e vive fora da caixa. É uma boa influência para as garotinhas em 2019? Não sei".

Mais Direitos da mulher