Topo

Perfeitas? Não! 10 famosas que abriram o jogo sobre a autoestima em 2018

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Gustavo Frank

Da Universa

22/12/2018 04h00

Com a abertura da discussão sobre o body positive, muitas famosas aproveitaram para falar sobre o assunto, por meio de suas redes sociais, e inspiraram milhares de mulheres a se sentirem bem com seus próprios corpos.

Estas celebridades provaram que a imagem de "perfeita" nunca é real e, assim como quaisquer outras pessoas, também mostraram que lutam a favor de sua autoestima diariamente:

1. Bruna Marquezine

O nome da atriz com certeza foi um dos mais falados em 2018 e não foi à toa. Eleita "it-girl" do ano, ela surpreendeu ao falar, em setembro,??? sobre o distúrbio de imagem que sofreu. O desabafo aconteceu depois que Bruna recebeu várias críticas sobre seu corpo em suas fotos.

"Já passou da hora de mudar esse raciocínio, essa forma de pensar. A gente tem que estar saudável e feliz. É horrível ver mulheres com esse raciocínio machista. Em que ano a gente está vivendo?", disse ela no relato feito por meio dos Stories, no Instagram.

O nosso corpo, mulheres, não foi feito para agradar os homens, para agradar ninguém

Em entrevista para a revista "L'Officiel", Bruna disse que não procura mais, obstinadamente, a noção de beleza. E, sim, viver em equilíbrio.

"Não quero parecer perfeita, e nem busco isso. Especialmente porque eu falo para um público muito jovem, garotas mais novas do que eu, que estão passando por uma fase na qual querem ser aceitas e acabam se comparando muito. Eu quero o contrário, na verdade. Quero estimular as mulheres a não competir entre si, a se aceitar e a buscar o que seja melhor e mais confortável para elas", afirmou à publicação.

2. Fluvia Lacerda

Destaque entre as top plus size, Fluvia abriu o jogo sobre como a indústria da moda pode pressionar as mulheres a buscarem um tipo de corpo que não é o certo.

Em seu Instagram, a modelo compartilhou diversas fotos em que aparece de lingerie ou biquíni, provando como todos os corpos são bonitos, e deixou diversas mensagens de apoio para suas seguidoras.

Fotógrafos me subestimam por ser gorda

"O Brasil é o país que menos abre portas para mim", disse ela, em entrevista ao jornalista Alvaro Leme, ao escancarar o preconceito que ainda existe na sociedade.

3. Paola Carosella

A jurada do programa "MasterChef" conquistou fãs não só pelo dom gastronômico, mas pela figura que representa como mulher.

Aos 45 anos, Paola posou para a capa da "Claudia" de outubro e desabafou em seu Instagram sobre a "vergonha" que sentia de suas celulites e estrias, algo que ficou no passado.

"Por que esse corpo é a embalagem do que eu sou e do que realmente importa de mim. Por que essa pele é a pele que embrulha a mulher de quem me orgulho. Por que esses limites que a minha pele impõe, embrulham um universo que é muito maior do que a aparência", disse.

Se os outros me acham ou não bonita, pouco importa

"Eu aprendi a amar tudo o que está dentro dos limites dessa minha pele. Deixei de ser cruel comigo mesma, deixei de me criticar, de me encher de culpa de me questionar porque meu corpo não era mais magro, meus joelhos mais retos, meu bumbum menor, minha pele clara e sem varizes e comecei a ser amiga de mim mesma. Entender porque minha pele não era clara e estava cheia de varizes e porque o meu corpo não era mais magro, comecei a dar risada de mim e minha crueldade e comecei a me amar. Eu sou hoje a minha melhor amiga. E isso sim que importa, e muito", continuou.

"A beleza verdadeira, a beleza poderosa, a beleza que arrasa e vai além é a que vem do amor que sentimos pelo que somos. E não pela embalagem. Ser, não ter", concluiu.

4. Anitta

Tornando seu nome internacionalmente conhecido, a carioca sempre abriu o jogo sem problemas sobre sua aparência. Suas plásticas nunca foram um tabu e as celulites não se tornaram motivo para ter vergonha do próprio corpo.

"Botox eu só coloquei aqui no meio da sobrancelha. Prefiro não ficar fazendo muita coisa que é para não ter erro. Se envelhecer, envelheceu! Todo mundo tem que envelhecer uma hora, não vou ser eu quem não vou envelhecer, então está tudo certo (...) Estou ficando feliz, quando você fica feliz tudo vai dando certo, vai fluindo."

Em entrevista ao programa "Bem Estar", da TV Globo, a cantora falou sobre o assunto e comentou que não estava feliz com o próprio corpo, mas a maturidade a ajudou com a autoaceitação. 

Hoje eu ando com minhas celulites e não to nem aí

"Um dos motivos de eu ter entrado numa deprê total é que eu nunca estava feliz com meu corpo. Eu ficava ótima, com barriga chapada e tudo incrível, só que a celulite tava lá. E virava uma coisa muito frustrante pra mim, porque eu ficava lutando contra elas e elas não saíam do meu corpo nunca", afirmou.

5. Lady Gaga

Estrelando um dos filmes mais aclamados tanto pelo público como pela crítica neste ano, Lady Gaga encarou um papel que desafiava sua própria relação com a aparência.

Em "Nasce Uma Estrela", a cantora deu vida a Ally, que lidava com a pressão de ser uma mulher considerada feia, o que, na indústria musical, pode se tornar um problema. Algo reafirmado pela própria Gaga. Em entrevista ao "Sky News", ela contou que, quando começou sua carreira artística, ouviu de muitos que deveria fazer uma plástica no nariz, pois só assim conseguiria visibilidade.

"Quando comecei, me disseram que eu deveria fazer uma plástica no nariz, mas não fiz. Sempre acreditei em mim mesma quando comecei a bater em todas as portas para quebrar as barreiras na indústria da música. Fui corajosa. "

Eu queria ser quem realmente sou

"Eu me coloquei no lugar onde deveria estar, porque minha personagem fala sobre como ela se sente feia -- algo que é real para muitas mulheres, como eu. Sou muito insegura. Gosto de aconselhar os outros sobre isso, mas não costumo praticar comigo mesma. "

6. Preta Gil

As seguidoras de Preta nas redes sociais são inspiradas diariamente pelas postagens da cantora, sempre incentivando a força do body positive -- principalmente em fotos de biquíni.

E o assunto é algo que realmente move a artista. Em entrevista à Universa, ela falou sobre se enxergar como uma mulher normal, mas considerar importante a relevância que tem para as fãs. 

Tenho 44 anos, sou gorda, tenho estria, celulite. Vou fazer o quê? Me trancar dentro de casa? Não. Vou ser feliz, tenho esse direito!

"Já sofri muito com isso, mas me libertei a tempo de ser feliz. Eu tento ser eu! E se meu lifestyle inspira mulheres a se libertarem, fico feliz. Porque em primeiro lugar estou honrando a minha vida", afirmou.

7. Ana Furtado

Após o diagnóstico de câncer de mama, a apresentadora usou as redes sociais para falar sobre o assunto. Ana abriu o jogo sobre o tema, que é um tabu, pois afeta a autoestima da mulher, que pode passar pela cirurgia para a retirada da mama ou sofrer com a perda do cabelo; consequência do tratamento.

Em seu Instagram, a apresentadora falou sobre os efeitos colaterais, mas reforçou: "é importante olhar para o espelho e se ver linda".

Quando estamos bem com nós mesmas e fortalecidas, tudo ao nosso redor fica mais fácil

"Esse período de tratamento oncológico é muito delicado para a nossa autoestima. Perdemos pelos e cabelos, a pele resseca, as unhas enfraquecem e algumas mulheres até perdem unhas. Os efeitos colaterais são muitos... E muitas vezes não é fácil não deixar a peteca cair. Mas é muito importante viver um dia de cada vez, buscando sempre o auto cuidado diário, sem se deixar de lado. Olhar para o espelho e se ver linda! Nessas horas, os produtos de beleza, de saúde e a moda são grandes aliados. Tire meia horinha do seu dia para passar os cremes recomendados pelo médico; invista em um batom vibrante, daquela cor que você sempre amou, mas nunca usou; faça aquela make incrível pra ressaltar os olhos; teste amarração de lenço diferente. Isso, sem dúvidas, nos fortalece."

8. Deborah Secco

Aos 39 anos, a atriz, no ar em "Segundo Sol", como Karola, ​​​chamou a atenção ao se desprender dos fios longos e assumir o cabelo curtinho -- o que não fez com que ela deixasse de se sentir poderosa.

"O cabelo cresce, a arte fica para sempre", disse, ao "Vídeo Show".

Envelhecer não é tão ruim quanto parecia lá trás

Em entrevista à Universa, Deborah comentou sobre como lida com o envelhecimento:

"Quando eu tinha 20 e poucos anos, achava que ia ter certa dificuldade para envelhecer. Agora faço 40 anos ano que vem. Você vê que não é tão ruim quanto parecia lá atrás. Acho que tem dificuldades práticas da vida. Meu corpo não responde mais como antes." 

9. Camila Queiroz

Um dos maiores destaques da nova geração de atores da TV Globo, ela transitou da carreira de modelo à de atriz -- dois mercados em que há fortes cobranças em relação à beleza.

Em entrevista à Universa, a atriz falou que a exposição nas redes sociais pode ter impacto na autoestima, principalmente por conta dos ataques feitos por haters.

Todas nós temos celulite. Temos que nos amar do jeito que somos

"A rede social tem uma grande cobrança, as pessoas buscam muito a perfeição. Eu já vi mulheres postando foto com celulite e em vez das outras mulheres apoiarem, elas apontaram isso como um defeito. Não é porque eu sou atriz e uma pessoa arquiteta que nós somos diferentes", disse ela, se posicionando em relação à imagem de "perfeita" criada sobre ela.

10. Bruna Linzmeyer

Desde que tornou pública a sua orientação sexual, a atriz tem sido uma porta-voz importante para as lésbicas, principalmente quando pauta o poder das mulheres sobre seus próprios corpos.

Pelos devem estar onde a gente quiser

Conhecida por romper com os padrões estéticos, Bruna é uma das defensoras do fim da obrigatoriedade da depilação entre as mulheres -- afinal, por que isso ainda é uma discussão?

Mais Autoestima