Conteúdo publicado há 4 meses

Netflix acaba com plano básico no Brasil e aumenta preços em 3 países

A Netflix anunciou na quarta-feira (18) que vai acabar com o plano básico para novos assinantes em diversos países, incluindo o Brasil. A mudança vale a partir da semana que vem.

Com a decisão, apenas três planos estarão disponíveis no Brasil:

  • Padrão com anúncios (R$ 18,90) - transmissão em 1080p;
  • Padrão (R$ 39,90) - transmissão em 1080p;
  • Premium (R$ 55,90) - transmissão em 4K.

Atualmente, o plano básico custa R$ 25,90 por mês, com transmissão em 720p e sem anúncios. Procurada por Tilt, a assessoria da Netflix informou que os atuais usuários do plano básico continuarão usufruindo de sua assinatura normalmente.

O fim do plano básico também atinge assinantes da Alemanha, Espanha, Japão, México e Austrália, segundo a Netflix. Desde julho, o plano já não estava mais disponível para usuários americanos e britânicos.

Essa mudança [encerramento do plano básico] impulsionou a adoção de nossos planos padrão e com anúncios. (...) [Houve] Um aumento de quase 70% na adesão ao plano de anúncios trimestre a trimestre.
Netflix, em nota a investidores

Aumento de preço em 3 países

A Netflix anunciou ainda um reajuste nos preços das assinaturas para usuários dos Estados Unidos, Reino Unido e França.

  • EUA: de US$ 6,99 para US$ 22,99 (aumento de 228%)
  • Reino Unido: de 4,99 libras para 17,99 libras (+260%)
  • França: de 5,99 euros para 19,99 euros (+233%)
Continua após a publicidade

Questionada por Tilt, a Netflix disse que "não existe previsão de aumento de preços no Brasil".

Números da Netflix

A companhia ganhou 8,76 milhões de novos assinantes no terceiro trimestre de 2023, alta de 10,8% em relação mesmo período de 2022.

Ao todo, a Netflix registrou 247,15 milhões de usuários nos três meses encerrados em setembro. Esse número era de 223,09 milhões no mesmo trimestre do ano passado.

Já a receita chegou a US$ 8,5 bilhões, aumento de 10,7% sobre o mesmo período de 2022. O lucro líquido foi de US$ 1,7 bilhão, ante os US$ 1,4 bilhão registrados de junho a setembro do ano passado.

Para o quatro trimestre, a Netflix projeta receita de US$ 8,7 bilhões — alta de 11% na comparação anual.

Continua após a publicidade

(*Com Estadão Conteúdo)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes