PUBLICIDADE
Topo

Loja de roupa da Amazon terá pagamento pela palma da mão e provador tech

Amazon anuncia loja de roupas com tecnologias de ponta - Reprodução Amazon
Amazon anuncia loja de roupas com tecnologias de ponta Imagem: Reprodução Amazon

Marcos Bonfim

Colaboração para Tilt, de São Paulo

20/01/2022 14h15

A Amazon anunciou a terá sua primeira loja de roupas, a Amazon Style, que será lançada ao longo deste ano no "The Americana at Brand", um dos principais complexos comerciais de Los Angeles, nos Estados Unidos. Com pagamento pela palma da mão e provador com touchscreen (tela sensível ao toque), a empresa informou que deseja oferecer uma experiência tecnológica que inspire os consumidores.

Quem chegar à loja, encontrará peças de exibição em um único tamanho e cor. Quando gostar de determinado modelo, pode escaneá-lo via QR code, usando o aplicativo Amazon Shopping, para definir as melhores opções em termos de tamanho e cor.

Em minutos, promete a companhia, o provador estará pronto com as peças solicitadas e o consumidor receberá a notificação pelo celular. Dessa forma, as pessoas não precisarão carregar diversas peças pela loja nem ficar à procura de determinada numeração.

No provador, com o uso de uma tela touchscreen, os clientes também podem solicitar novas peças, cores e tamanhos, que serão colocados por funcionários da loja em compartilhamentos que a empresa projetou nos espaços.

Para finalizar as compras, as pessoas podem usar o Amazon One, sistema lançado em 2020 pela companhia e que permite o uso da palma da mão para reconhecimento do usuário do serviço.

Além da experiência na loja física, A Amazon estruturou alguns pontos em que os dois universos, físico e digital, se encontrarão. Os clientes podem, por exemplo, escolher itens online e pedir o envio para que sejam experimentados na Amazon Style. Os produtos testados no provador também ficam armazenados no app e, caso a pessoa mude de opção, pode localizá-los e efetuar a compra mesmo após já ter deixado a loja.

Em comunicado à imprensa, a Amazon afirmou que o objetivo com a loja é oferecer uma experiência customizada, a partir do uso dos algoritmos de machine learning (aprendizado de máquina com inteligência artificial).

"À medida que os clientes navegam na loja e digitalizam os itens que chamam a atenção, recomendamos escolhas apenas para eles. Para uma experiência ainda mais personalizada, os clientes podem compartilhar informações como estilo, ajuste e outras preferências para receber recomendações mais refinadas".

A empresa disse que a loja deve contar com produtos dos mais variados preços. Em entrevista à CNBC, Simoina Vasen, diretora-geral da Amazon Style, afirmou que eles querem atender a diferentes gostos e bolsos. Além disso, destacou que os consumidores devem encontrar itens de US$ 10 (R$ 54, em cotação atual) até outros, como um jeans de grife, com valor de US$ 400 (R$ 2.169 na conversão direta).

Além da Amazon Style, a companhia fundada por Jeff Bezos tem outros investimentos em lojas físicas. Em 2017, comprou a rede de supermercados Whole Foods; em 2018, criou a sua primeira loja de conveniência sem caixa, a Amazon Go; e, recentemente, começou a expandir o seu supermercado de marca própria, a Amazon Fresh.

Veja como funciona: