PUBLICIDADE
Topo

Celular One Fusion chega como "mistureba" de outros modelos da Motorola

One Fusion e One Fusion+, novos celulares da Motorola - Motorola/Divulgação
One Fusion e One Fusion+, novos celulares da Motorola Imagem: Motorola/Divulgação

Rodrigo Trindade

De Tilt, em São Paulo

16/07/2020 09h00

A família de celulares intermediários Motorola One ganhou dois novos membros. O sexto e sétimo modelos da linha, o One Fusion e o One Fusion+ foram lançados nesta quinta-feira (16). Eles misturam em um mesmo produto —daí o nome, "fusão" em inglês— recursos dos modelos anteriores, como a câmera frontal pop-up (que "salta" do celular) do One Hyper e o sensor macro (para fotos de detalhes de objetos) do One Macro.

Apesar dos nomes quase idênticos, os irmãos trazem grandes diferenças nas especificações técnicas, sendo a maior delas o preço. O One Fusion é o modelo mais simples e custa R$ 1.799, mesmo preço de lançamento do Motorola One Action. Sua principal característica é o sistema de câmeras na traseira, composto por quatro sensores:

  • O principal de 48 MP;
  • Um grande angular de 8 MP que tira fotos com ângulo de 118 graus;
  • Um macro de 5 MP; e
  • Um auxiliar de profundidade, para ajudar no desfoque de imagem.

As especificações do One Fusion+, que custa R$ 2.499 — preço de lançamento do One Zoom e One Hyper — são semelhantes, mas o sensor principal é de 64 MP. No quesito câmeras, a maior diferença entre os dois celulares está na frontal.

Enquanto a do One Fusion tem 8 MP e fica no topo central da tela em um entalhe no formato de gota, o One Fusion+ tem uma câmera pop-up de 16 MP. Ou seja, além de tirar selfies com melhor definição, a tela deste modelo ocupa quase toda a frente do smartphone.

A tela dos dois smartphones tem o mesmo tamanho, 6,5 polegadas (16,5 cm), mas o do One Fusion conta com resolução inferior (HD+) e ainda tem o entalhe da câmera tomando um pouco de espaço. A tela do modelo mais caro, por sua vez, é Full HD+ e usa tecnologia HDR10, que dá mais contraste de cores às imagens.

A bateria da dupla tem a mesma capacidade: 5.000 mAh, mas apenas o One Fusion+ terá o recurso de carregamento rápido da Motorola.

Botão com o Google Assistente e customização do Android 10

O One Fusion e Fusion+ ganharam um botão extra em suas laterais — e inédito para aparelhos da Motorola. Ele serve como atalho para chamar o Google Assistente, sem que você precise dizer "Ok, Google" ou então selecione o aplicativo na tela do smartphone.

A LG e a Samsung possuem recursos idênticos em alguns de seus celulares, com teclas que acionam Google Assistente e Bixby, respectivamente.

A outra novidade é um recurso disponível em todos os smartphones que rodam o Android 10, mas que normalmente fica restrito a desenvolvedores. Chamada My UX, a função vem habilitada no One Fusion e no One Fusion+, permitindo a personalização de ícones, fontes e layouts da interface do smartphone.

Os dois celulares também são os primeiros da linha Motorola One a adotarem processadores Snapdragon da série 7. O One Fusion usa o Snapdragon 710 (2,2 GHz) — o mesmo do novo Razr —, enquanto o One Fusion+ vem equipado com o Snapdragon 730 (2,2 GHz, mas fabricado com processo de 8 nm, mais avançado).

Ficha técnica

Motorola One Fusion

Tela: 6,5 polegadas HD+
Processador: Snapdragon 710 (2,2 GHz)
Câmera: traseira quádrupla (48 MP + 8 MP + 5 MP + 2MP) e frontal (8 MP)
Memória: 4 GB de RAM e 64 GB de memória interna
Bateria: 5.000 mAh

Motorola One Fusion+

Tela: 6,5 polegadas Full HD+ com HDR10
Processador: Snapdragon 730 (2,2 GHz)
Câmera: traseira quádrupla (64 MP + 8 MP + 5 MP + 2MP) e frontal (16 MP)
Memória: 4 GB de RAM e 128 GB de memória interna
Bateria: 5.000 mAh