PUBLICIDADE
Topo

Criador de 'La Casa de Papel' conta por que quinta temporada será a última

Renata Nogueira

De Splash, em São Paulo

04/06/2021 10h15

A parte 5 de "La Casa de Papel" ainda nem estreou e já tem fã da série se sentindo órfão. Afinal, essa será mesmo a última temporada. Mas Álex Pina, criador do fenômeno espanhol, está bem satisfeito com a história que contou na série que nasceu na TV espanhola e migrou para a Netflix.

Splash visitou virtualmente o set de filmagens de "La Casa de Papel" em Madri, na Espanha, e ouviu tanto o criador como o diretor Jesús Colmenar sobre a quinta e derradeira temporada e o legado que a série deixa para a cultura pop.

'Esgotamos os personagens'

tokio - Tamara Arranz/Netflix - Tamara Arranz/Netflix
Tóquio (Úrsula Corberó) em cena do episódio 4 da parte 5 de 'La Casa de Papel'
Imagem: Tamara Arranz/Netflix

"Fizemos mais de dois mil minutos de ficção, com dois roubos. Acho que esgotamos alguns dos arcos emocionais e de transformação dos personagens. Contamos muitas histórias e creio que seja um bom momento para encerrar", diz Álex Pina, relembrando as invasões à Casa da Moeda e ao Banco da Espanha, que termina nos próximos episódios.

É uma temporada apoteótica e, mais cedo ou mais tarde, teria que acabar.

Álex Pina, criador de 'La Casa de Papel'

A temporada final terá dois volumes, de cinco episódios cada, que estreiam em 3 de setembro e 3 de dezembro, respectivamente.

E promete ainda mais ação do que as anteriores.

O confronto com os reféns, seguranças do Banco da Espanha e com a polícia, somado ao baque emocional da perda de uma das principais integrantes do bando promete uma carga forte de emoção e tensão.

"Temos vários exemplos na ficção internacional de séries que se estenderam demais. E acho que o mais inteligente a fazer quando uma série está no auge do sucesso é ter um final marcante e fazer uma temporada especial de várias formas", comenta Jesús Colmenar, que além de ter dirigido episódios ao longo das cinco temporadas atua como produtor executivo da série.

Nessa temporada final, os personagens vão enfrentar grandes dilemas morais que podem afetá-los profundamente. Digamos que o arco de todos eles vai chegar ao clímax.

Jesús Colmenar

Professor encurralado

professor e inspetora - Tamara Arranz/Netflix - Tamara Arranz/Netflix
Professor (Álvaro Morte) e Inspetora Alícia (Najwa Nimri) em cena da parte 5 de 'La Casa de Papel'
Imagem: Tamara Arranz/Netflix

Se tem um personagem adorado pelo público de "La Casa de Papel", ele é o Professor (Álvaro Morte). Praticamente unanimidade no "queridômetro" dos espectadores, o cabeça do bando de assaltantes está na mira da polícia e é encontrado pela sádica Inspetora Alícia (Najwa Nimri) na cena final da parte 4. E parece que as coisas só vão piorar.

Na verdade, todo o mote da quinta temporada foi aplicar um nocaute técnico no Professor e, quanto mais golpes ele levar, melhor. Álex Pina

"Quando você dificulta as coisas para o Professor, aumenta a tensão e o desconforto com que o espectador digere a série. É por isso que dificultamos muito a vida dele, tanto que os espectadores vão sofrer muito com o que vai acontecer nessa quinta temporada", adianta Pina.

Por mais que a maior parte dos personagens seja extremamente querido para o público, a série ainda precisa se ater à realidade, destaca Colmenar. "A visão romântica e ingênua de um roubo sem vítimas e de uma luta por liberdade e resistência sem ferir ninguém cai por terra diante da realidade nesta temporada final."

A partir de agora, os personagens vão ter que lutar pela própria vida. Jesús Colmenar, diretor