PUBLICIDADE
Topo

Cadê 'Bacurau'? Entenda por que filme brasileiro não apareceu no Oscar 2021

"Bacurau" ficou de fora do Oscar 2021 - Divulgação
'Bacurau' ficou de fora do Oscar 2021 Imagem: Divulgação

De Splash, em São Paulo

15/03/2021 11h34

Na manhã de hoje, pouco depois da liberação da lista de indicados ao Oscar 2021, o nome do filme brasileiro "Bacurau" foi parar entre os tópicos mais comentados do Twitter, com muitos usuários (brasileiros e estrangeiros) estranhando a ausência do elogiado longa na premiação.

Mas afinal, por que "Bacurau" acabou ficando de fora do Oscar, mesmo sendo indicado a diversas premiações de críticos nos EUA e no mundo? Abaixo a gente explica direitinho.

Poderia rolar em melhor filme internacional?

A resposta curta é: não, não poderia.

Em geral, filmes de fora do eixo EUA-Reino Unido têm mais chance no Oscar nesta categoria, mas o processo de seleção de indicados aqui é diferente: cada país precisa escolher seu representante para enviar para a Academia, e os membros votam a partir desta lista.

"Bacurau" foi lançado em 2019 no Brasil — para o Oscar 2020, escolhemos "A Vida Invisível" no lugar dele.

Já este ano, o nosso representante foi o documentário "Babenco", de Bárbara Paz. Nenhum dos dois conseguiu a indicação.

Mas e no resto da lista?

"Bacurau" poderia, sim, ter sido indicado a outras categorias do Oscar, já que foi lançado nos cinemas dos EUA em 2020 — mas, para filmes que não são norte-americanos ou britânicos, essa é sempre uma escalada difícil.

Já aconteceu para o Brasil: em 2004, "Cidade de Deus" foi indicado a quatro Oscar, incluindo melhor direção (para Fernando Meirelles); antes, em 1999, "Central do Brasil" foi lembrado com a indicação de Fernanda Montenegro a melhor atriz.

'Cidade de Deus' foi indicado a quatro Oscar - Reprodução/Cidade de Deus - Reprodução/Cidade de Deus
'Cidade de Deus' foi indicado a quatro Oscar
Imagem: Reprodução/Cidade de Deus

Outros exemplos de filmes brasileiros que entraram no Oscar fora da categoria internacional são "Democracia em Vertigem" (em 2020, como melhor documentário) e "O Menino e o Mundo" (em 2016, como melhor filme de animação).

... Mas não foi dessa vez que a história se repetiu!