PUBLICIDADE
Topo

Bichos

Tudo o que você precisa saber para cuidar do seu pet

Gato tricolor ou laranja é sempre fêmea? Veja a lógica por trás das cores

A cor dos gatos depende dos genes transmitidos pelo pai e mãe do bichano - Getty Images/iStockphoto
A cor dos gatos depende dos genes transmitidos pelo pai e mãe do bichano Imagem: Getty Images/iStockphoto

Rafael Souza

Colaboração para o UOL

23/05/2022 04h00

Muitos já ouviram falar da velha história de que gatos com três cores são sempre fêmeas. Ou mesmo que gatos laranja são sempre machos. Pelo senso comum, essa história pode parecer verdadeira porque, de fato, quase sempre a coloração de gatos fêmea e machos irão obedecer a alguns padrões.

Um pouco de genética X e Y pode explicar tudo, já que a determinação das características dos filhotes sempre virá dos pais. Na prática, funciona assim:

Cada felino que pode se reproduzir possui dois cromossomos sexuais: X e Y. Machos serão sempre XY, enquanto as fêmeas serão XX. No ato da reprodução, portanto, as gatas irão sempre deixar aos filhotes um cromossomo do tipo X, enquanto o macho pode entregar um cromossomo X ou Y. Veja abaixo:

  • Pai XY transmite o 'X' para o filhote e a mãe XX transmite o 'X' = filhote XX (fêmea)
  • Pai XY transmite o 'Y' para o filhote e a mãe XX transmite o 'X' = filhote XY (macho)
Qual o sexo desse gatinho? Veja as possibilidades na explicação abaixo - iStock - iStock
Qual o sexo desse gatinho? Veja as possibilidades na explicação abaixo
Imagem: iStock

Agora, vamos às cores. Segundo a genética, somente o cromossomo X pode determinar as cores preta ou laranja nos gatos. Já a cor branca vem de outro gene separado, fora dos cromossomos sexuais.

Portanto, como um macho só pode ter um cromossomo X (o outro é o Y), ele necessariamente será totalmente laranja ou totalmente preto. Caso o gato ainda possua o cromossomo separado da cor branca, ele poderá ainda ser preto e branco, ou laranja e branco.

Da mesma forma, como as gatas possuem dois cromossomos 'X', há uma possibilidade maior de combinação de cores. Por exemplo:

  • Gata com cromossomo 'X' da cor preta + 'X' da cor laranja = gata preta e laranja
  • Gata com cromossomo 'X' da cor preta + 'X' da cor preta = gata preta
  • Gata com cromossomo 'X' da cor laranja + 'X' da cor laranja = gata laranja
A cor branca vem de um cromossoma separado e garante às gatas a possibilidade de pelugem tricolor - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
A cor branca vem de um cromossomo separado e garante às gatas a possibilidade de pelugem tricolor
Imagem: Getty Images/iStockphoto

De acordo com o primeiro exemplo, da gata preta e laranja, ela poderá ainda ter aquele cromossomo separado, da cor branca, o que resultará em uma gata tricolor.

Ainda segundo o mesmo esquema acima, existem poucas gatas que são totalmente laranja porque a possibilidade é bem menor de acontecer. A filhote teria que receber o gene 'X' da cor laranja do pai e da mãe para ser laranja.

É impossível haver um macho tricolor? A resposta é: não

De acordo com a médica veterinária Iza Martinz, não é impossível ter um gato tricolor, mas a única condição para isso acontecer é a ocorrência de um erro no momento do transporte dos genes sexuais dos pais aos filhotes, que os deixará inférteis.

"Você pode ter gatos machos tricolores, mas é raro. Quando acontece, deve-se a uma anomalia genética. Eles vão possuir três cromossomos XXY e geralmente manifestam uma síndrome chamada Síndrome de Klinefelter, levando os felinos a apresentarem uma expectativa de vida diminuída e gerando alterações a níveis cerebral, sexual e em outros órgãos", explica.