PUBLICIDADE
Topo

Qual a função do rebite nas calças jeans? Detalhe garantiu sucesso da peça

Rebite da calça jeans - Getty Images
Rebite da calça jeans Imagem: Getty Images

De Nossa

12/05/2021 04h00

Enquanto os bolsinhos das calças jeans foram criados para uma função bem diferente da qual são utilizados hoje em dia, o rebite presente nessas mesmas peças foi o que garantiu que elas se tornassem um sucesso e um uniforme para muitos — primeiramente no workwear e depois no street style.

A história começa em 1871, nos Estados Unidos. O imigrante letão Jacob Davis foi o pioneiro dos rebites enquanto trabalhava como alfaiate em Reno, Nevada.

Davis havia originalmente usado rebites em cobertores de cavalo e descobriu que funcionavam bem para reforçar o ponto de estresse nas calças masculinas de trabalho, principalmente nos cantos dos bolsos traseiros e da virilha, que muitas vezes se rasgavam quando expostos ao desgaste pesado.

Como Davis não tinha o dinheiro necessário para patentear a técnica de uso de rebites, ele procurou Levi Strauss para ver se ele estava interessado em se inscrever com ele. Em 1873, o par recebeu uma patente para "melhoria na fixação de aberturas de bolso".

Tachinhas de cobre garantiram um dos modelos mais clássicos das calças jeans, a Levi's 501 - Getty Images - Getty Images
Tachinhas de cobre garantiram um dos modelos mais clássicos das calças jeans, a Levi's 501
Imagem: Getty Images

Para fortalecer os bolsos, emprego um rebite [...], o qual eu passo por um buraco no final da costura de modo a unir as duas partes do tecido dos bolsos e, em seguida, baixá-lo em ambos os lados, para unir firmemente as duas partes do bolso adicionadas à calça".
Jacob Davis no documento de patenteação do rebite

Ilustração enviada por Jacob Davis para patentear o uso de rebite em calças jeans; recurso já era utilizado anteriormente em sapatos - Reprodução/Arquivo de Patentes dos Estados Unidos - Reprodução/Arquivo de Patentes dos Estados Unidos
Ilustração enviada por Jacob Davis para patentear o uso de rebite em calças jeans; recurso já era utilizado anteriormente em sapatos
Imagem: Reprodução/Arquivo de Patentes dos Estados Unidos

As tachinhas de cobre tornaram as roupas mais resistentes com o peso colocado nos bolsos. Os pontos críticos das calças foram reforçados, tornando-as mais duráveis. O primeiro lote das calças tinha, como código, o número 501, que acabou nomeando o modelo mais clássico da empresa, o Levi's 501.

Vale destacar que a Levi Strauss & Co. foi a primeira empresa a fabricar calças com rebites, criando uma nova categoria de workwear.

Esse foi o nascimento do que hoje conhecemos como o jeans clássico. Atualmente, ainda presente nas peças, os rebites continuam a fortalecer e reforçar as partes mais vulneráveis.

Durabilidade como peça-chave

Do workwear ao street style, resistência do material jeans, junto aos rebites, é um pilar para o seu uso ter se tornado popular ao longo dos anos - Reprodução - Reprodução
Do workwear ao street style, resistência do material jeans, junto aos rebites, é um pilar para o seu uso ter se tornado popular ao longo dos anos
Imagem: Reprodução

Assim como o rebite, que tem como intuito reforçar a durabilidade das peças, o material denim, como foi originalmente chamado, também se tornou símbolo de resistência na moda.

O empresário Levi Strauss (1829 - 1902) - Reprodução/Wikipedia - Reprodução/Wikipedia
O empresário Levi Strauss (1829 - 1902)
Imagem: Reprodução/Wikipedia

O que podemos chamar de verdadeiro jeans é o de coloração azul, que surgiu por volta de 1890, quando Levi Strauss decidiu tingir as peças com o corante de uma planta chamada Indigus, dando-lhes a cor pela qual o jeans é hoje conhecido. Em 1910, foram adicionados bolsos traseiros.

A partir de então, cada vez mais os trabalhadores passaram a usar o jeans para exercer suas tarefas mais árduas e de exigência física.

O jeans só passou a ser utilizado no dia a dia no século 20, quando teve seu uso popularizado pelos caubóis dos filmes estadunidenses, pelos soldados estadunidenses na época da Segunda Guerra Mundial, por astros do cinema e da música estadunidenses como James Dean, Marilyn Monroe, Marlon Brando e Elvis Presley e pelos hippies, como símbolo de contestação e rebeldia.

O ator James Dean foi um ícone de moda masculina nos anos de 1950 e 1960 e o jeans foi uma de suas marcas registradas - Reprodução - Reprodução
O ator James Dean foi um ícone de moda masculina nos anos de 1950 e 1960 e o jeans foi uma de suas marcas registradas
Imagem: Reprodução

Fontes: Site oficial da Levi Strauss & Co; Eureka!: The Surprising Stories Behind the Ideas That Shaped the World, Wagman-Gellar, Marlene (2010); Arquivo de Patentes dos Estados Unidos.