PUBLICIDADE
Topo

Para que serve o bolsinho da calça jeans? Não é para moedas ou isqueiros

Bolsinho da calça jeans foi projetado inicialmente para cowboys norte-americanos nas corridas de ouro - Getty Images/iStockphoto
Bolsinho da calça jeans foi projetado inicialmente para cowboys norte-americanos nas corridas de ouro Imagem: Getty Images/iStockphoto

De Nossa

29/03/2021 04h00

O bolsinho da calça jeans, conhecido também como bolso frontal, é utilizado por muitos para guardar pequenos objetos, sejam eles moedas do dia a dia, isqueiros, preservativos, entre outros. No entanto, a sua história é mais antiga e, na verdade, ele conta com uma função muito importante há uns bons anos.

A Levi's, uma das marcas pioneiras na produção das peças com esse material no mundo, resgata a história para explicar o motivo pelo qual esse mini compartimento foi criado: guardar relógios.

"O primeiro jeans azul tinha quatro bolsos — apenas um atrás e, na frente, dois mais o pequeno bolso do relógio", explica a marca.

Originalmente incluída como proteção para relógios de bolso, daí o nome, esta bolsa extra cumpriu muitas funções".

No final do século 19, os cowboys protagonizavam as corridas de ouro na Califórnia, nos Estados Unidos. Esses homens, que passavam horas em cima de um cavalo, precisavam ter uma noção, além do posicionamento do sol, para que pudessem determinar o horário em que estavam. Para isso, usavam relógios de bolso.

Antes do jeans, as calças não "seguravam" materiais mais pesados, rasgando o tecido ao longo das cavalgadas. Então, para suprir essa função, a calça jeans cumpria o papel de suportar o peso do ouro, com os bolsos traseiros, por exemplo, enquanto o bolsinho era reservado para o relógio.

Vale lembrar que os relógios de pulso se tornaram populares apenas no século XX — e um brasileiro foi o responsável por isso.

No início do século XX o aeronauta brasileiro Santos Dumont, por necessitar deste modelo por razões práticas, pediu ao amigo joalheiro, Louis Cartier, que fizesse um relógio de pulso especial para o seu dia a dia.

Dessa forma, Cartier implementou uma pulseira de couro em um dos maiores modelos de relógio de pulso femininos da sua coleção e, em 1904, o ofereceu a Santos Dumont. Este episódio leva a que se considere o "pai da aviação" como o responsável pela popularização do relógio de pulso entre os homens.

Relógios da Cartier, lançados em 2020, inspirados no modelo original usado por Santos Dumont - Divulgação/Cartier - Divulgação/Cartier
Relógios da Cartier, lançados em 2020, inspirados no modelo original usado por Santos Dumont
Imagem: Divulgação/Cartier

Permanência ao longo dos anos

"Bolsos de relógio" foram mantidos pela marca para preservar a identidade da Levi's - iStockPhotos - iStockPhotos
"Bolsos de relógio" foram mantidos pela marca para preservar a identidade da Levi's
Imagem: iStockPhotos

Em entrevista ao site Insider, Tracey Panek, historiadora interna da Levi Strauss, afirma que "os pequenos bolsos foram mantidos nos jeans Levi's para manter a integridade do design original".

A peça mais antiga nos arquivos da empresa, chamada de "waist overalls", ou "macacão de cintura", em tradução livre, apresentava os bolsinhos de relógio.

Essa garantiu a Strauss a patente por "melhoria na fixação de aberturas para bolsos", em 20 de maio de 1873, e foram colocados para uso geral ao público pela primeira vez em 1890 com os jeans "Lot 50", que deu origem ao Levi's 501, coleção pilar da marca atualmente.

Alteração na 2ª Guerra Mundial

Bolso nas calças passou por uma única alteração na 2ª Guerra Mundial - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Bolso nas calças passou por uma única alteração na 2ª Guerra Mundial
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Tracey Panek complementa ao contar que, durante a 2ª Guerra Mundial, eles passaram por uma modificação — que durou apenas esse período e voltou às suas raízes após o fim das batalhas.

"Um fato interessante sobre o bolso do relógio é que, nessa época, os dois rebites de canto foram removidos como uma forma de conservar o metal para o esforço de guerra", contou ela ao Insider.