PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Juca: "Não se faz o que Diniz fez com Tchê Tchê em nenhuma circunstância"

Do UOL, em São Paulo

08/01/2021 18h40

No jogo em que o São Paulo acabou derrotado por 4 a 2 pelo Red Bull Bragantino na última quarta-feira, o técnico Fernando Diniz foi flagrado pela transmissão de TV xingando Tchê Tchê, que mais tarde acabaria expulso de campo por agressão a um adversário, no primeiro cartão vermelho do time no Campeonato Brasileiro.

No podcast Posse de Bola #89, Juca Kfouri critica o técnico por não ter mudado a forma de seu time jogar quando se viu perdendo e com o adversário dominando a partida, assim como pela forma como tratou Tchê Tchê, que considera inaceitável em qualquer situação.

"O São Paulo continuou igualzinho tomando gol, tomando gol e aí aquele destempero do psicólogo. Ele ficou abraçado mais uma vez àquela teimosia que conduz à morte, abraçado com suas convicções e absolutamente desequilibrado porque não se faz o que ele fez com o Tchê Tchê, não se faz aquilo com ninguém, em nenhuma circunstância", afirma Juca.

"Não me venha com conversa de que aquilo é motivacional, porque não há pessoa que possa se motivar, a não ser ter a motivação de sair do gramado e dar um murro nele. Eu entenderia perfeitamente se o Tchê Tchê tivesse dado um murro no Fernando Diniz. Esse descontrole ele não tem direito de ter como treinador de uma instituição como o São Paulo", completa.

O jornalista não considera que os episódios da partida de Bragança Paulista possam comprometer a campanha do São Paulo na busca pelo título brasileiro e espera já uma recuperação em campo no clássico diante do Santos, considerando que o rival deve poupar seus principais jogadores devido à semifinal da Libertadores contra o Boca Juniors na próxima quarta-feira.

"Esta é para mim a parte triste, lamentável do São Paulo, embora eu não chegue ao exagero que eu vejo algumas pessoas cometendo de decretar que o São Paulo perdeu o título ali. O São Paulo tem um jogo que deve ser razoavelmente tranquilo domingo contra o Santos, contra os reservas dos Santos, eu suponho, o Cuca não vai fazer diferente do que fez para jogar com o Grêmio, quando praticamente entregou o jogo para o Flamengo, então o São Paulo deve manter essa vantagem que tem sobre o segundo colocado", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol