PUBLICIDADE
Topo

Olimpíadas

Presidente do COI diz que é possível organizar Olimpíada 'mesmo sem vacina'

Olimpíada de Tóquio foi adiada para 2021, mas Thomas Bach mantém otimismo com realização do evento - Denis Balibouse/Reuters
Olimpíada de Tóquio foi adiada para 2021, mas Thomas Bach mantém otimismo com realização do evento Imagem: Denis Balibouse/Reuters

Kiyoshi Takenaka e Sakura Murakam

24/09/2020 11h18

O presidente do COI, Thomas Bach, expressou otimismo nesta quinta-feira sobre a realização da Olimpíada de Tóquio no próximo ano, animado com a recente retomada de grandes eventos esportivos e o progresso no desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus.

"Podemos ver que o esporte está voltando lentamente, mas com segurança...o que mostra para nós, mostra para o mundo que podemos organizar eventos esportivos seguros mesmo sem vacina", disse Bach em uma reunião de representantes do COI e autoridades e organizadores japoneses.

A abertura da reunião online foi aberta aos meios de comunicação.

A Olimpíada de Tóquio, originalmente programada para este ano, foi adiada por um ano devido à pandemia de coronavírus.

A disseminação global do vírus se manteve nos últimos meses, lançando uma sombra sobre a viabilidade dos Jogos, mas Bach está otimista sobre os esforços para combatê-lo.

"Também temos notícias muito animadoras sobre o desenvolvimento de vacinas", afirmou ele.

Bach e o primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, conversaram por telefone na quarta-feira e concordaram em cooperar estreitamente para organizar Jogos seguros para atletas e espectadores.

"Estamos sentados juntos em um barco. A única coisa que temos que fazer agora é remar na mesma direção", disse Bach na reunião.

Olimpíadas