PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Dana White rebate Junior 'Cigano' e justifica demissão do brasileiro do UFC

Junior Cigano, durante pesagem para o UFC 252 - Handout/Zuffa/LLC via Getty Images
Junior Cigano, durante pesagem para o UFC 252 Imagem: Handout/Zuffa/LLC via Getty Images

Ag. Fight

Ag. Fight

26/10/2021 17h59

Em março deste ano, o UFC encerrou a passagem de Junior 'Cigano' na empresa ao anunciar a sua demissão. Após ser cortado, o brasileiro reclamou do tratamento recebido e pediu mais respeito pela sua história na organização. Desta vez, porém, foi a vez de Dana White, presidente da franquia, rebater as declarações do brasileiro.

Em entrevista ao canal canadense 'TSN', o mandatário do Ultimate rebateu as acusações de 'Cigano' sobre o final de seu contrato com a liga. De acordo com o dirigente, a fase do brasileiro não era boa e não havia condições de mantê-lo no plantel. Além disso, Dana afirmou que fez uma espécie de 'favor' ao atleta por dispensá-lo.

"Junior dos Santos disse algumas coisas outro dia que ele estava chateado pela forma que ele saiu (do UFC) e que eu só queria dinheiro. Ele está na casa dos 40 anos agora e está em uma sequência de quatro ou cinco derrotas. Chega um momento em que eu tenho que tomar uma decisão, quando um cara continua perdendo e está com uma certa idade, (o UFC) simplesmente não é mais o lugar para ele estar", disse Dana, emendando.

"Existem muitos outros lugares onde você pode lutar e onde você pode ganhar muito dinheiro. Muitos desses caras, uma vez que construíram e estabeleceram seu nome aqui, vão para outras companhias e ganham muito dinheiro. É assim que funciona", finalizou.

Júnior 'Cigano' iniciou sua carreira no MMA profissional em 2006 e chegou ao UFC dois anos depois. Pela maior organização de artes marciais mistas do mundo, o brasileiro disputou 23 lutas, venceu 15 e se tornou campeão do peso-pesado em 2011, quando nocauteou Cain Velásquez no primeiro round. O profissional encerrou sua passagem pelo Ultimate como o terceiro peso-pesado que mais triunfou na história da companhia.

MMA