PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Holm se mostra disposta a "limpar peso-galo" por revanche com Amanda Nunes

Amanda Nunes nocauteia Holly Holm no UFC 239 - Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC
Amanda Nunes nocauteia Holly Holm no UFC 239 Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC

Ag. Fight

Ag. Fight

24/02/2021 08h30

O peso-galo (61 kg) do UFC vive um momento de relativo marasmo. Amanda Nunes domina a categoria e, logo abaixo, as experientes Germaine de Randamie e Holly Holm impedem qualquer possibilidade de algo novo acontecer na divisão. Dessa forma, as ex-campeãs, que já foram superadas pela 'Leoa', voltam a se aproximar da disputa pelo título.

Em entrevista ao site 'MMA Junkie', Holm, que impressionou ao dominar Irena Aldana em outubro de 2020, em Abu Dhabi (EUA), deu a entender que não tem pressa para encarar Amanda Nunes novamente. Pelo contrário, a americana se colocou à disposição para lutar contra as tops do peso-galo. Como a ex-campeã da categoria já disputou o cinturão do UFC em quatro oportunidades, parte dos fãs apontam para um possível favorecimento da organização. Incomodada, a veterana planeja ganhar o direto da revanche contra a brasileira no octógono e não com a fama que conquistou ao longo dos anos.

"O que torna isso mais difícil é que Amanda luta em categorias diferentes. Quero mostrar que mereço lutar pelo cinturão. Quero lutar contra as melhores. Para ser a melhor, você tem que vencer as melhores. Não estou esperando lutar pelo cinturão. Quero vencer para chegar lá. Caso contrário, por que estou lutando? Não luto pelo pagamento, apenas para competir ou para dizer que fiz. Tenho um propósito, que é ser a melhor do mundo. Para isso, tenho que vencer todas e tomar as decisões certas. Quero lutar contra o topo. Do contrário, como vou mostrar que estou pronta para essa lutar pelo cinturão?", declarou Holm.

De acordo com a imprensa especializada, o próximo compromisso de Holly Holm será diante de Juliana Peña, no evento que o UFC vai realizar no dia 8 de maio, ainda sem local definido. O duelo entre as atletas é importante, porque pode alçar a vencedora ao posto de desafiante número um do peso-galo do UFC. A ex-campeã da categoria já enfrentou Amanda Nunes, em 2019, e foi nocauteada no primeiro round.

MMA