PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Shogun se inspira em Glover e cobra UFC: 'Merece disputar o cinturão'

Shogun volta ao octógono - Leandro Bernardes/PxImages
Shogun volta ao octógono Imagem: Leandro Bernardes/PxImages

Carlos Antunes, no Rio de Janeiro (RJ)

Ag. Fight

21/11/2020 10h00

Com o histórico de já ter sido campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC, em 2010, Maurício Shogun analisou o andamento de sua categoria após a saída de Jon Jones e a chegada de Jan Blachowicz, novo detentor do cinturão. Apesar de viver um bom momento na organização, sem saber o que é derrota desde julho de 2018 e acumular duas vitórias e um empate neste período, o brasileiro pregou cautela sobre uma nova disputa pelo posto de número um e destacou a fase de um compatriota. Hoje ele volta ao octógono.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Shogun não poupou elogios a Glover Teixeira, atual número um do ranking da divisão e que soma cinco vitórias seguidas. De acordo com o ex-campeão, ver o mineiro atravessar um grande momento na carreira, com mais de 40 anos, lhe serve de inspiração para manter sua boa fase Porém, ele admitiu que uma nova disputa de cinturão, por ora, não está no seu radar.

"Com certeza a boa fase do Glover é uma motivação para nós, é um cara que tem mais de 40 e está muito bem. Mas eu não me cobro muito não, sou um cara realizado na carreira. Eu encaro cada luta como uma etapa. Não penso em cinturão agora não", disse o lutador.

Ao exaltar o momento de Glover, Shogun também comentou sobre o futuro da divisão e a próxima disputa de título. O curitibano afirmou que não considera justo que Israel Adesanya, atual campeão dos médios (84 kg) e apontado por Dana White, presidente do UFC, como desafiante de Blachowicz, tome a dianteira do compatriota. Para ele, Teixeira fez por merecer chegar a uma nova luta pelo cinturão.

"Acho que com o Jon Jones subindo para os pesados abriu a categoria e muitas pessoas têm a chance pelo cinturão. O Glover é o que mais merece, pela história e momento dele. Ele merece bastante. O cara pelo cinturão é o Glover, ele tem mais méritos do que qualquer outro. O Adesanya é o campeão dos médios, mas não reinou assim igual ao Jones. Para mim o Glover está na frente dele", analisou o ex-campeão.

Hoje, Maurício Shogun encara Paul Craig, no UFC 255. O primeiro embate entre eles, que foi realizado em novembro de 2019, em São Paulo, terminou empatado. O ex-campeão do Ultimate venceu cinco de suas últimas sete lutas, com triunfos sobre Corey Anderson, Gian Villante e Tyson Pedro, somente sendo superado por Anthony Smith e com esse empate diante de Craig. Na sua mais recente atuação, o brasileiro venceu Rogério 'Minotouro', no dia 25 de julho, por decisão dividida dos jurados.

MMA