PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Anthony Smith responde a desafio de Johnny Walker: "Vou te dar uma surra"

Para o lutador de 32 anos, derrotar o brasileiro não demandaria uma estratégia sofisticada - Douglas P. DeFelice/Getty Images
Para o lutador de 32 anos, derrotar o brasileiro não demandaria uma estratégia sofisticada Imagem: Douglas P. DeFelice/Getty Images

Ag. Fight

Ag. Fight

24/09/2020 14h12

No último sábado (19), após vencer Ryan Spann por nocaute no primeiro round da disputa, no UFC Las Vegas 11, encerrando uma sequência de duas derrotas, Johny Walker convocou Anthony Smith para o próximo duelo.

Por sua vez, o ex-desafiante ao cinturão meio-pesado (93 kg) afirma não saber o motivo do brasileiro querer tanto essa luta, mas demonstrou confiança na vitória.

O americano, que também tem o retrospecto de duas derrotas seguidas, disse em entrevista a radio 'Sirius XM' que apesar de já ter sido desafiado outras vezes por Walker, não é uma luta que ele procura. De acordo com Anthony, que atualmente ocupa a oitava colocação no ranking meio-pesado do UFC, ele se encontra em um nível acima do brasileiro, que com a última vitória, ocupa a décima colocação.

"Por qualquer que seja o motivo, esse cara quer lutar comigo! Essa é a terceira ou quarta vez que ele me desafia, e eu fico tipo: 'Cala a boca, cara. Vou te dar uma surra'. Eu posso ter perdido duas lutas seguidas, mas foram para dois dos caras mais durões do planeta. É diferente, existem níveis. Vou lutar contra Johnny Walker se o UFC quiser, mas não vou sair por aí chamando ele, com certeza. Não é o que estou perseguindo", afirmou Smith.

Os golpes inusitados de Walker, pelos quais o lutador é conhecido, não parecem impressionar Anthony. Para o lutador de 32 anos, derrotar o brasileiro não demandaria uma estratégia sofisticada, apenas os fundamentos básicos, que, na concepção dele, Johnny não domina.

"Você pode pular, girar e fazer as loucuras chamativas que ele faz nas lutas, mas ele parece não ter muitos fundamentos. Ele inventa muito com a sua capacidade atlética, potência e explosão, mas isso vai acabar em algum momento. É aquele tipo de cara eu que sinto que você simplesmente o agarra e faz o que quiser. Não estou dizendo que seja tão fácil, ele é um cara durão, não importa o que aconteça. Ele está no UFC por um motivo, e está entre os 15 primeiros por um motivo, mas é contra esse tipo de cara que eu brilho", completou.

No MMA desde 2008, Anthony Smith acumula 33 vitórias e 16 derrotas na carreira. O lutador, em março de 2019, disputou o cinturão dos meio-pesados e saiu derrotado pelo então campeão Jon Jones. Desde então, o americano somou uma vitória por finalização sobre Alexander Gustafsson e dois reveses para Glover Teixeira e Aleksandar Rakic.

MMA