PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Cormier aposta em Chimaev como campeão de duas divisões do UFC em 2021

Khamzat Chimaev comemora vitória sobre Rhys McKee na luta de meio-médio em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos.  - Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images
Khamzat Chimaev comemora vitória sobre Rhys McKee na luta de meio-médio em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos. Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

Ag. Fight

23/09/2020 07h00

Nova sensação do UFC, Khamzat Chimaev marcou seu território após dominar amplamente seus adversários nas três primeiras vitórias pela entidade, todas conquistadas no espaço de dois meses.

O talento demonstrado nas lutas e a postura demasiadamente confiante fora dos octógonos trouxe fãs e também detratores ao lutador de origem chechena, mas indiscutivelmente a jovem promessa virou objeto de conversa em grande parte das discussões da comunidade das lutas.

Prova disso é que, durante sua participação em programa da 'ESPN' americana, Daniel Cormier fez questão de exaltar Chimaev e, até mesmo, projetá-lo como duplo campeão das categorias meio-médio (77 kg) e peso-médio (84 kg) no futuro próximo. Com a experiência de quem é um dos poucos a ter ostentado dois cinturões do UFC simultaneamente, o recém-aposentado lutador aposta que o sueco naturalizado tenha todas as armas para atingir este patamar.

"Até 2021, Khamzat Chimaev estará lutando pelo cinturão ou será o campeão. Em 2021, Khamzat Chimaev vai ser o campeão duplo, 77 e 84 (kg). Eu amo (Israel Adesanya, campeão peso-médio do UFC), mas ele sobe e desce, ele luta contra todo mundo. Depois do que eu vi... Essa nave espacial vai para a lua. Ele tem uma ótima filosofia, uma grande mente para lutar, ele tem todas as habilidades físicas para dominar duas divisões de peso, esse cara é para valer", projetou Cormier.

Ainda que o ex-campeão meio-pesado (93 kg) e peso-pesado do UFC pareça convencido do potencial do sueco para chegar ao estrelato, muitos ainda questionam o nível de competição ao qual Khamzat foi colocado frente a frente no octógono até o momento. E ainda que Dana White - presidente do Ultimate - tenha sugerido que o próximo adversário de Chimaev possa ser Demian Maia, Daniel Cormier pensa em outro atleta presente no ranking dos meio-médios como a opção ideal para testar realmente as habilidades do lutador de origem chechena.

"Você quer vê-lo sendo testado? Porque ele honestamente não vai ser testado até que pegue a elite da elite. Mas quer dizer, quem você quer colocar para enfrentá-lo? Ele tem que estar quase ranqueado. Eu quero ele contra um dos melhores caras. Coloque-o em uma luta do top 10. Neil Magny. Coloque-o lá dentro com Neil Magny. Esse é o cara certo", concluiu.

Aos 26 anos, Khamzat Chimaev soma nove vitórias, sendo seis por nocaute e três por finalização, e nenhuma derrota em seu cartel. Pelo UFC, o sueco venceu John Phillips e Rhys McKee, ambos em eventos realizados na primeira passagem da entidade pela 'Ilha da Luta', em Abu Dhabi (EAU), e com dez dias de diferença entre as lutas. Além de ter precisado de apenas 17 segundos e um soco para nocautear Gerald Meerschaert no sábado passado (19), pelo UFC Las Vegas 11.

MMA