PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

'Shogun' indica que aposentadoria está próxima: 'Mais duas lutas'

Maurício "Shogun" foi campeão pelo UFC e pelo Pride -  Mike Roach/Zuffa LLC via Getty Images
Maurício 'Shogun' foi campeão pelo UFC e pelo Pride Imagem: Mike Roach/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

Ag. Fight

26/07/2020 17h37Atualizada em 26/07/2020 20h15

No capítulo final da trilogia contra Rogério 'Minotouro' - que marcou também a despedida do baiano do MMA profissional -, Maurício 'Shogun' conseguiu manter sua invencibilidade na disputa pessoal com o compatriota e conquistar mais uma vitória, dessa vez por decisão dividida dos juízes, no UFC Ilha da Luta, realizado ontem. A aposentadoria do rival de longa data trouxe para o curitibano questionamentos sobre a continuidade de sua carreira.

Em entrevista coletiva após o evento, o ex-campeão meio-pesado (93 kg) do UFC, de 38 anos, admitiu que o momento de pendurar as luvas está próximo, mas que pensa em subir no octógono, pelo menos, mais duas vezes. 'Shogun' ainda revelou que pretende se manter ligado à principal organização de MMA do planeta depois de se aposentar, e indicou que gostaria de ter um cargo como embaixador do Ultimate, papel similar ao exercido por Rodrigo 'Minotauro', irmão do seu rival.

"Eu vou voltar para o Brasil agora, para ficar com a minha família. Eu estou com saudade da minha família. Vou descansar e conversar com meu empresário para saber meus próximos passos. Eu quero duas ou mais uma luta. Ontem eu pensava em duas ou três a mais. Eu acho que mais duas lutas e eu encerro", revelou o veterano, antes de completar.

"Eu ainda não penso na minha última luta. Local, data, nada ainda. Como eu disse, agora eu só penso em voltar para casa e descansar. Depois eu penso com meu empresário o próximo passo. Eu espero ter um emprego no UFC quando eu parar de lutar, como embaixador. Continuar fazendo aquilo que eu amo, que é estar junto do UFC e da luta", contou 'Shogun'.

Questionado se teria interesse em enfrentar novamente Paul Craig, seu adversário no último UFC São Paulo, realizado em novembro de 2019, em combate que terminou em empate, 'Shogun' abriu as portas para que a revanche contra o escocês seja uma de suas lutas finais na carreira.

"Sim, é uma opção. Eu também quero essa luta. Acho que podemos fazer essa luta mais uma vez", concluiu.

No MMA profissional desde 2002, Maurício 'Shogun' soma 27 vitórias, 11 derrotas e um empate em seu cartel. Além de ter sido detentor do cinturão dos meio-pesados pelo UFC, o curitibano foi campeão do Grand Prix peso-médio do extinto evento japonês Pride, em 2005.

MMA