PUBLICIDADE
Topo

MMA


Amanda Nunes cogita pausa para curtir gravidez da noiva e chegada da filha

Amanda Nunes com seus dois cinturões - André Shiliro
Amanda Nunes com seus dois cinturões Imagem: André Shiliro

Ag. Fight

05/06/2020 06h00Atualizada em 05/06/2020 09h10

A lutadora brasileira Amanda Nunes pensa em se afastar do octógono após o UFC 250. Ela está de olho no mês de setembro, quando está prevista a chegada da sua filha, Raegan Ann Nunes, com a também lutadora Nina Ansaroff. Amanhã, Amanda Nunes vai ter um grande compromisso na carreira ao defender pela primeira vez seu cinturão do peso-pena (66 kg), na luta principal do UFC 250, diante de Felicia Spencer.

Em conversa com a imprensa, a também campeã do peso-galo (61 kg) revelou que pode tirar alguns meses de folga longe do octógono para aproveitar a reta final de gestação. No entanto, preferiu não adiantar quanto tempo e contou que essa é uma decisão "simples".

Ontem, Nina publicou um vídeo no Twitter em que treinava pesado mesmo com a barriga já crescida.

"Vamos ver como vai ficar depois dessa luta. Minha filha vai nascer e quero esse tempo para dar a atenção para a Nina e a gravidez dela. Mas isso é questão de tempo, é mole para resolver depois", afirmou a lutadora, antes de completar.

"Provavelmente [tire um tempo longe do UFC]. Mas depende muito do momento que a gente esteja passando quando a Raegan nascer e vou decidir. Eu decido assim do momento. É difícil falar agora. Mas vamos ver mais para a frente", finalizou a campeã.

Amanda Nunes não luta na categoria peso-pena desde dezembro de 2018, quando nocauteou a até então campeã, Cris 'Cyborg', no primeiro round. Nas duas lutas seguidas, a última em dezembro do ano passado, a brasileira atuou no peso-galo. Sua última vítima foi Germaine De Randamie, no UFC 245.

MMA