PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Canal americano trava guerra para prevenir pirataria em superluta

Mayweather e McGregor se encararam em Londres - Reuters/Paul Childs
Mayweather e McGregor se encararam em Londres Imagem: Reuters/Paul Childs

Ag. Fight

16/08/2017 06h00

 

Responsável pelos direitos de transmissão da superluta de boxe entre Floyd Mayweather e Conor McGregor, o canal americano Showtime trava uma guerra contra sites ilegais de streaming (transmissão em tempo real na internet) que podem ameaçar os contratos de direitos de imagem e passar o combate de graça na web.

Para isso, de acordo com o site TMZ, os dirigentes do canal acionaram a Justiça Americana para que bloqueie e impeça que uma enorme lista de sites ilegais possam fazer streaming no dia 26 de agosto, data em que o duelo será realizado na cidade de Las Vegas (EUA).

Com os sites sejam bloqueados, o objetivo da manobra é que o número de pay-per-views vendidos aumente rumo a meta, de acordo com Dana White e Leonard Ellerbe (CEO da Mayweather Promotions), de quebrar o recorde de 4,7 milhões de pacotes. A marca foi alcançada em maio de 2015 na luta Floyd Mayweather x Manny Pacquiao.

MMA