PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2020/2021

Árbitro acusado de racismo no jogo PSG x Basaksehir é suspenso pela Uefa

Demba Ba (à direita) acusa de racismo Sebastien Coltescu (à esquerda), quarto árbitro da partida entre PSG e Istanbul Basaksehir  - REUTERS/Charles Platiau
Demba Ba (à direita) acusa de racismo Sebastien Coltescu (à esquerda), quarto árbitro da partida entre PSG e Istanbul Basaksehir Imagem: REUTERS/Charles Platiau

De Lausana, Suíça

08/03/2021 13h25

A Uefa anunciou nesta segunda-feira que suspendeu até o final desta temporada o árbitro romeno Sebastian Coltescu, acusado de utilizar um termo racista no jogo entre o Paris Saint-Germain e o Basaksehir, da Champions League, que foi interrompido pelos jogadores.

Coltescu foi afastado das funções por "comportamento impróprio", assim como o seu compatriota Octavian Sovre, quarto árbitro da partida, que foi punido com menos severidade, com uma "reprimenda".

Ambos foram sancionados por terem utilizado uma expressão racista contra o auxiliar-técnico da equipe turca, o camaronês Pierre Webó, ao chamá-lo de "negro" em romeno (negru) quando foram puní-lo por reclamação.

A comissão disciplinar da Uefa, que mais tarde fornecerá mais informações sobre a decisão, não especifica quem usou o termo racista: Coltescu foi inicialmente denunciado por Webó, mas uma análise efetuada por vários meios de comunicação romenos afastou as suspeitas de Sovre.

A justiça da Uefa não sanciona os árbitros por "conduta racista ou discriminatória" (artigo 14 dos seus regulamentos), mas pelo seu artigo 11, que estabelece "os princípios gerais de conduta" em campo e proíbe insultos.

A entidade que comanda o futebol europeu determinou que os dois árbitros devem participar de "um programa educacional" até ao final de junho, cujo objetivo e conteúdo não foram especificados.

No dia 8 de dezembro, o confronto foi entre franceses e turcos pela Liga dos Campeões foi interrompido após 13 minutos de bola rolando por conta da agressão verbal contra Webó.

Depois de vários minutos de conversas tensas no gramado, os jogadores de ambas equipes deixaram o campo, um ato sem precedentes de enorme repercussão.

O ex-atacante camaronês também foi punido nesta segunda pela comissão disciplinar da Uefa com um jogo de suspensão por "comportamento antidesportivo", pela forma como reagiu ao insulto.

A partida entre PSG e Basaksehir foi retomada no dia seguinte, quando foram disputados os 76 minutos restantes, com uma nova equipe de árbitros.

Antes do reinício do confronto, vencido pelo clube francês por 5 a 1, os jogadores entraram em campo com uma camisa contra o racismo e se ajoelharam em campo em protesto.