PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Vou fazer meu melhor para vencer o São Paulo, diz Ceni sobre Copa do Brasil

Técnico do Fortaleza, Rogerio Ceni encara o São Paulo pela Copa do Brasil - Fernanda Luz/AGIF
Técnico do Fortaleza, Rogerio Ceni encara o São Paulo pela Copa do Brasil Imagem: Fernanda Luz/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

13/10/2020 00h32

Ídolo do São Paulo e técnico do Fortaleza, Rogério Ceni afirmou que "fará seu melhor" para vencer o ex-clube nas oitavas de final da Copa do Brasil. Apesar de admitir que o Tricolor é favorito no confronto, o ex-goleiro avisou que deixará o carinho pelo time paulista de lado em confronto que se inicia amanhã (14), às 1915, no Castelão.

"Tenho um carinho muito grande pelo São Paulo, e isso sempre vai existir, mas hoje quero vencer pelo Fortaleza, e não contra o São Paulo. É um grande confronto. O favoritismo do São Paulo, a diferença de investimento e estrutura é muito grande. O favoritismo é do São Paulo, agora, vou fazer o meu melhor para vencer", disse Ceni em entrevista ao "Bem, Amigos", do SporTV.

O treinador ainda elogiou Fernando Diniz e aconselhou o futuro presidente são-paulino a manter o comandante na próxima temporada. As eleições presidenciais no Tricolor serão em dezembro deste ano.

"Eu prosseguiria com o trabalho do Diniz ano que vem. A gente nota a evolução. É um time que joga com muita posse de bola, sai jogando. Só o tempo vai fazer com que o treinador tenha sucesso. Se fosse um dos candidatos à presidência do São Paulo, eu manteria o trabalho do para o próximo ano", opinou.

Questionado sobre a possibilidade de voltar a comandar o São Paulo após saída em 2017, o ex-arqueiro despistou. Rogério almeja disputar títulos como a Libertadores e o Campeonato Brasileiro, mas não especificou o time.

"Hoje, eu cumpriria o meu contrato com o Fortaleza, independente de qualquer coisa. Eu pretendo finalizar a temporada no Fortaleza, independente de proposta que venha, e depois, como todos os outros anos, sentar e conversar. Eu não quero ficar brigando sempre para permanecer na Série A, eu quero brigar por algo maior, uma Libertadores, um título brasileiro. Onde puder existir um investimento que eu possa brigar com Flamengo, Palmeiras, São Paulo, Grêmio... Enfim, onde eu tiver essa condição, talvez seja uma escolha para seguir no futuro, inclusive, porque não, aqui no Fortaleza", disse Ceni.

Jesus e Sampaoli

Técnicos do campeão e vice da última edição do Campeonato Brasileiro, Jorge Jesus e Jorge Sampaoli, para Rogério Ceni, "trouxeram mudanças e observações a todos". Recordando o convívio com o argentino antes mesmo de ingressar na carreira de treinador, Ceni afirmou que a dupla estrangeira "acrescentou muito" ao futebol brasileiro.

"Dois caras fantásticos que conquistaram o coração do torcedor brasileiro. Trouxeram mudanças e observações a todos os treinadores. (...) O Sampaoli trouxe muita coisa positiva para mim antes de eu começar a ser treinador, quando eu pude passar uma semana em Sevilla assistindo aos treinamentos dele, a intensidade que ele aplica nos treinos. Dois caras espetaculares que acrescentaram muito ao futebol brasileiro e para os treinadores que estão aqui. E é onde todo mundo tenta correr atrás para tentar montar times dessa maneira", avaliou.

UOL Esporte vê TV