PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Fred Ring diz que deixou SporTV após perseguição de 'comentarista loira'

Sem citar nomes, Fred Ring citou "comentarista loira" como um dos motivos para sua saída do SporTV - Reprodução/Jovem Pan
Sem citar nomes, Fred Ring citou "comentarista loira" como um dos motivos para sua saída do SporTV Imagem: Reprodução/Jovem Pan

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/08/2020 14h19

O apresentador Fred Ring disse hoje no Programa Pânico, da rádio Jovem Pan, sem apresentar provas, que deixou o SporTV no começo deste mês depois de sofrer uma suposta perseguição de uma "comentarista loira". Apesar de não ter citado o nome, a descrição cabe à comentarista Ana Thaís Matos.

"Havia uma perseguição pessoal. Posso sentir isso de lá de dentro. Posso dizer que, muitas vezes, o canal me bancou e me defendeu. Mas havia uma perseguição de uma comentarista mulher, loira, que lacra pra caramba. Não vou falar o nome, mas ela aparece na Rede Globo, faz jogos e está colecionando inimigos, essa é a minha sensação, e eu fui um deles. Então, resolvi ir embora", disse Ring.

Apito amigo para o Corinthians

Fred Ring deixou o SporTV logo após compartilhar em uma rede social uma imagem do distintivo do Corinthians de mãos dadas com um apito, além da mensagem "Feliz Dia do Amigo". Na época ele falou que sua conta havia sido hackeada, o que não o poupou de críticas de colegas de emissora, como Ana Thaís.

"Agora fica bom para você ancorar um pré-jogo lá de Itaquera. Clima bom", disse a comentarista na caixa de comentários da publicação época. O repórter André Hernan também comentou na publicação. "Legal. Quem vai pro estádio é que ouve depois por causa dessas gracinhas", afirmou.

Fred foi afastado do comando do "Troca de Passes", diário que apresentava no lugar de Rodrigo Rodrigues, morto por complicações decorrentes do novo coronavírus. Pouco depois, pediu demissão, após quatro anos no Grupo Globo.

Pedido para criticar Doria

O apresentador Fred Ring ainda falou no Pânico que, em diversas ocasiões, foi instruído a expor opiniões que não pertenciam a ele e que isso também gerou um desgaste entre ele e os diretores do SporTV.

"O que me parecia algo subjetivo durante os anos no canal, de que havia um direcionamento mais para cá ou mais para lá, para falar menos de um assunto e engajar mais em outra causa, começou a se tornar algo batido mesmo, que me incomodava", contou.

Fred citou como exemplo uma situação em que, após a exibição de uma matéria sobre automobilismo em que aparecia o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), ele foi orientado no ponto eletrônico a criticar o tucano.

"Eu não achava que nem deveria vir uma ordem desse tipo e nem que era minha responsabilidade encaminhar essas palavras como minhas. O canal tomou um direcionamento ideológico que eu não concordava", lembrou.

UOL Esporte vê TV