PUBLICIDADE
Topo

Inter contrata escritório de advocacia para negociar acordo com a Turner

Ricardo Duarte/Inter
Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Gabriel Vaquer e Jeremias Wernek

Do UOL, em Aracaju e Porto Alegre

06/06/2020 04h00

Um dos oito clubes que tem contrato ativo com a Turner para o Brasileirão 2020, o Internacional decidiu contratar um dos maiores escritórios de advocacia do Brasil para representar o clube nas negociações sobre os direitos de transmissão. Executivos do clube não irão mais participar das rodadas de conversas, que ficarão exclusivamente com os advogados. As primeiras reuniões foram consideradas positivas.

O escritório contratado é a Tozzini Freire, um dos maiores do país, que conta até com sede em Nova York (EUA). Os advogados ficarão representando o Internacional não por problemas entre Turner e o Colorado, e sim porque os diretores do clube gaúcho entendem que os seus representantes são mais competentes no assunto.

Já houve reuniões iniciais entre os advogados e diretores da Turner e elas foram consideradas proveitosas. Diferente de outros clubes, que reclamam da falta de diálogo da Turner com eles, o Internacional não tem tido problemas nesse sentido com a programadora. A ideia é negociar e ver o que é possível fazer a situação.

Inicialmente, existe a vontade de desbloquear os R$ 3,5 milhões que deveriam ser pagos em maio pelos direitos do Campeonato Brasileiro deste ano, mas que a Turner suspendeu alegando paralisação de pagamentos por causa da pandemia do novo coronavírus. Mas também não é descartada um acordo pela rescisão contratual do vínculo.

Como o contrato do Internacional com a Turner é apenas até o fim de 2020, o valor de uma multa seria bem menor do que a empresa multinacional pagaria para os outros clubes - a multa prevista somando os outros sete clubes, sem contar o Inter, é na casa de R$ 1 bilhão para a programadora, um valor fora de cogitação para o momento atual.

A partir de 2021, o Internacional terá todos os seus direitos de transmissão (TV aberta, fechada e pay-per-view) vinculados com a Globo, enquanto os outros clubes têm contrato até o fim de 2024. Palmeiras, Santos, Bahia, Ceará, Fortaleza, Athletico e Coritiba estão negociando em bloco e contrataram a empresa LiveMode, que tem como sócio Edgar Diniz, ex-executivo da Turner, para ajudar nas conversas.

UOL Esporte vê TV