PUBLICIDADE
Topo

Fratus critica jogadores de futebol após pódio: 'Desconexos e alienados'

01.08.2021 - Jogos Olímpicos Tóquio 2020 - Final dos 50m livre de natação masculino. Na foto, Bruno Fratus, medalhista de bronze - Jonne Roriz/COB
01.08.2021 - Jogos Olímpicos Tóquio 2020 - Final dos 50m livre de natação masculino. Na foto, Bruno Fratus, medalhista de bronze Imagem: Jonne Roriz/COB

Colaboração para o UOL, em São Paulo

08/08/2021 02h54

Bruno Fratus usou as redes sociais para criticar a postura da seleção brasileira masculina após a conquista do ouro nas Olimpíadas de Tóquio. Durante a cerimônia do pódio, jogadores não usaram o uniforme que tem o patrocínio oficial do Comitê Olímpico Brasileiro. Segundo o nadador, bronze nos 50m livre, os jogadores são "desconexos e alienados".

"A mensagem foi clara: não fazem parte do time e não fazem questão. Também estão completamente desconexos e alienados às consequências que isso pode gerar a inúmeros atletas que não são milionários como eles", escreveu ele.

Nos Jogos Olímpicos, cada país tem um uniforme de pódio aprovado pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), que vale para as equipes de todas as modalidades. Assim, toda vez que um norte-americano vai ao pódio, por exemplo, ele usa um mesmo uniforme da Nike. Vale para todos os países.

Ao UOL Esporte, a CBF afirmou não ter sido noticiada sobre a exigência em questão. Jogadores da seleção brasileira disseram que a decisão foi uma ordem da Confederação.

O que disse o COB?

"O Comitê Olímpico do Brasil repudia a atitude da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e dos jogadores da seleção de futebol durante a cerimônia de premiação do torneio masculino.

No momento, as energias do Comitê estão totalmente voltadas para a manutenção dos trabalhos que resultaram na melhor participação brasileira na História das Olimpíadas.

Por este motivo, apenas após o encerramento dos Jogos o COB tornará públicas as medidas que serão tomadas para preservar os direitos do Movimento Olímpico, dos demais atletas e dos nossos patrocinadores."