PUBLICIDADE
Topo

Sheilla crê em inocência de Tandara e diz que seleção vai superar ocorrido

Sheilla Castro durante a transmissão olímpica na TV Globo - Transmissão
Sheilla Castro durante a transmissão olímpica na TV Globo Imagem: Transmissão

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/08/2021 01h31

Sheilla Castro reforçou que acredita na inocência de Tandara, suspensa preventivamente após potencial violação de regra antidopagem. O incidente tirou a brasileira da disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Questionada sobre se acredita que Tandara ingeriu alguma substância proibida, Sheilla respondeu:

"Não vem ao caso. Eu acredito que não. Nós passamos por isso em 2007, antes do Pan, com a Jaque. Lógico que em uma Olimpíada fica muito mais em evidência. Nosso grupo mostrou como é unido, está com uma força de time, união e foco muito grande. Tenho certeza que isso não vai atrapalhar esse foco grande, que é estar no lugar mais alto do pódio", disse Sheilla, à TV Globo.

Segundo a jogadora bicampeã olímpica, o acontecimento pode ter causado um impacto no grupo de Zé Roberto Guimarães e suas comandadas. Mesmo assim, ela mantém a confiança de que elas farão uma boa semifinal contra a Coreia do Sul.

"Pegou todo mundo de surpresa. Eu realmente acredito que não vai atrapalhar o foco da nossa seleção. Eu acho que elas devem ter ficado abaladas, chocadas, mas o objetivo é maior que qualquer coisa. Estão todas preparadas, a gente tem um grupo muito forte, e acredito que essa vitória vem contra a Coreia", declarou.

No torneio, Tandara atuou em todos os seis jogos até aqui da seleção brasileira feminina. Ela foi a maior pontuadora do time contra a Sérvia, na fase de grupos, com 19 pontos.

CBV lamenta suspensão

A CBV (Confederação Brasileira de Voleibol) lamentou a suspensão provisória de Tandara por potencial violação de regra antidopagem. O caso acontece após notificação da ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem) por exame realizado em 7 de julho, fora da de competição, no CDV (Centro de Desenvolvimento de Voleibol) em Saquarema (RJ).

"A CBV lamenta que a atleta, campeã olímpica e uma das principais referências da equipe brasileira, atravesse este momento, e aguarda os resultados dos trâmites processuais, cujo conteúdo é de caráter particular da atleta e confidencial", diz a entidade em nota oficial.

Tandara se pronuncia

Leia a nota do COB:

"O Comitê Olímpico do Brasil recebeu nesta madrugada no Japão, através da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), a notificação quanto à suspensão provisória por potencial violação de regra antidopagem pela atleta Tandara Caixeta, da seleção feminina de voleibol.

O teste foi realizado no período fora de competição no centro de treinamento da modalidade em Saquarema no dia 7 de julho. Tandara retornará ao Brasil.

A equipe feminina de vôlei disputa partida semifinal dos Jogos Olímpicos contra a Coreia do Sul na noite desta sexta, 6, às 21h do Japão (9h do Brasil)."