PUBLICIDADE
Topo

CBV lamenta potencial violação de regra antidopagem de Tandara

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/08/2021 23h29

A CBV (Confederação Brasileira de Voleibol) lamentou a suspensão provisória de Tandara por potencial violação de regra antidopagem. O caso acontece após notificação da ABCD (Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem) por exame realizado em 7 de julho, fora da de competição, no CDV (Centro de Desenvolvimento de Voleibol) em Saquarema (RJ).

"A CBV lamenta que a atleta, campeã olímpica e uma das principais referências da equipe brasileira, atravesse este momento, e aguarda os resultados dos trâmites processuais, cujo conteúdo é de caráter particular da atleta e confidencial", diz a entidade em nota oficial.

Tandara está fora das Olimpíadas de Tóquio-2020 e irá retornar ao Brasil, de acordo com informações do COB (Comitê Olímpico Brasileiro). A seleção feminina enfrenta a Coreia do Sul, amanhã, às 9h (de Brasília), pela semifinal da modalidade.

No torneio, Tandara atuou em todos os seis jogos até aqui da seleção brasileira feminina. Ela foi a maior pontuadora do time, com 19 pontos, contra a Sérvia na fase de grupos.

Confira a nota da CBV na íntegra:

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) recebeu, na noite desta quinta-feira (05.08), no horário do Brasil, notificação da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) quanto à suspensão provisória por potencial violação de regra antidopagem pela oposta Tandara, da seleção brasileira feminina.

A CBV lamenta que a atleta, campeã olímpica e uma das principais referências da equipe brasileira, atravesse este momento, e aguarda os resultados dos trâmites processuais, cujo conteúdo é de caráter particular da atleta e confidencial.

A seleção feminina entrará em quadra nesta sexta-feira (06.08), às 9h (Horário de Brasília), para a disputa da semifinal contra a Coreia do Sul. No Japão, o grupo já vive o dia da partida decisiva.