PUBLICIDADE
Topo

Brasil para na Espanha e perde primeira no handebol feminino nas Olimpíadas

Beatriz Cesarini

Do UOL, em Tóquio

29/07/2021 00h32

O Brasil conheceu a primeira derrota no handebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio. Nessa quarta-feira (28), diante da Espanha, as brasileiras pararam em uma ótima atuação da experiente goleira Navarro, que fez 18 defesas, e perderam por 27 a 23. O resultado quebra a sequência de dois jogos invictos do time brasileiro.

Desde o início da partida, o Brasil tomou a frente do placar com bom aproveitamento no ataque, mesmo com algumas boas defesas da goleira espanhola. Na defesa, o time brasileiro também conseguia anular as adversárias em alguns momentos, o que foi importante para a seleção conseguir abrir uma pequena vantagem.

Foi nos últimos dez minutos que a Espanha começou a gostar do jogo e impor um jogo mais físico, virando o placar. O Brasil ainda teve tempo de responder e desperdiçou algumas chances de terminar o primeiro tempo na frente, sempre parando em Navarro. No último lance, a seleção ainda conseguiu deixar tudo igual para o intervalo.

A segunda etapa começou com uma pouca produtividade brasileira no ataque, o que permitiu que a Espanha logo abrisse quatro gols de frente nos minutos iniciais. Depois dos primeiros dez minutos, o Brasil voltou a equilibrar a partida e encostar no placar, com boas defesas de Babi e finalizações de longa distância vencendo a defesa espanhola.

Apesar da boa reação brasileira, a Espanha contou com uma atuação impecável de Navarro. Enquanto isso, o ataque das europeias voltou a encaixar, e o Brasil se viu com quatro gols de desvantagem de novo. Com a vitória espanhola encaminhada, o time brasileiro ainda perdeu mais gols e não conseguiu diminuir a distância no placar.

Babi fala em piora no desempenho defensivo

Após o jogo, a goleira Babi exaltou a performance da arqueira adversária, mas lamentou o desempenho defensivo da seleção brasileira, foi inferior ao que a equipe vinha apresentando nesses Jogos Olímpicos.

"Eu acredito que, no ataque, a gente teve muitas oportunidades de fazer gol, quem nos parou mesmo foi a goleira. Acredito que o que a gente errou mesmo foi na defesa, hoje a gente não conseguiu se encontrar. Faltou aquela defesa agressiva que a gente mostrou nos dois primeiros jogos", disse Babi, que admitiu que a Espanha jogou melhor.

"Elas também foram superiores. Jogaram com mais velocidade, então a gente também tem que dar os méritos", acrescentou a brasileira, afirmando que agora a seleção precisa olhar para a frente.

Com uma vitória, uma derrota e um empate, o Brasil tem pela frente a Suécia e a França e ainda tem chance de se classificar bem. No grupo de seis seleções, as quatro primeiras avançam às quartas de finais.