PUBLICIDADE
Topo

Branco cita Copa América como justificativa para não convocar Neymar

Do UOL, em São Paulo

17/06/2021 11h54Atualizada em 17/06/2021 12h31

Coordenador da CBF, Branco revelou que a Copa América impossibilitou a convocação de Neymar para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O atacante está reunido com a seleção principal na disputa do torneio continental.

Em entrevista coletiva após a divulgação da lista do técnico André Jardine, o ex-jogador não abordou o PSG na questão - o clube francês, segundo o Le Parisien, não teria liberado o atacante para a disputa no Japão.

"O Neymar é referência mundial. Pra gente, é um grande líder da seleção principal e gostaríamos de contar com ele. Logicamente, se tornaria muito mais difícil a gente pensar em algum atleta que faria duas competições, ou seja, Copa América e Olimpíada", iniciou Branco, lembrando que a única exceção foi Douglas Luiz, listado para os dois torneios.

"Gostaríamos de contar com ele, mas não deu. Que ele seja feliz e bicampeão da Copa América. É o nosso grande jogador, um garoto espetacular. Sorte para ele, para o Tite e todo mundo. Estamos torcendo pela seleção principal", concluiu.

PSG mantêm posição

O Le Parisien afirmou que, para o PSG, liberar a participação do camisa 10 dos Jogos Olímpicos, significaria, antes de tudo, dispensá-lo da preparação para a próxima temporada.

Marquinhos se enquadra na mesma situação de Neymar. O zagueiro, que também está reunido com a seleção principal, foi outro "esquecido" por Jardine.

A filosofia não é exclusiva para o Brasil, já que Mbaeppé, segundo o L'Equipe, é outro que não deve participar da Olimpíada com a seleção francesa.