PUBLICIDADE
Topo

Flamengo reforça que não vai liberar Pedro para seleção olímpica

Pedro comemora gol pela seleção olímpica brasileira - Ricardo Nogueira/CBF
Pedro comemora gol pela seleção olímpica brasileira Imagem: Ricardo Nogueira/CBF

Igor Siqueira

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/06/2021 11h46

O Flamengo mantém a decisão de não liberar Pedro para a seleção olímpica que vai disputar os Jogos de Tóquio. Apesar de ter sido chamado por André Jardine na convocação de hoje, o jogador enfrentará a resistência de sua equipe nos bastidores.

O rubro-negro se baseia no fato que a Olimpíada não faz parte do calendário de datas Fifa, o que transforma a liberação para representar a seleção em opcional. A decisão já havia sido publicada pelo colunista do UOL, Mauro Cezar Pereira.

O Flamengo enviou uma carta à CBF recentemente comunicando oficialmente que nenhum atleta profissional seria liberado para a competição por conta do desequilíbrio que esse desfalque causaria.

Branco, coordenador das categorias de base, disse na coletiva que entende que Pedro é um atleta indispensável. "A gente trabalha e sempre trabalhou visando a questão técnica e escolhendo os melhores. O Flamengo tem uma posição e nós, tecnicamente, temos outra. O Pedro hoje é um jogador importante e determinante nesse processo olímpico", iniciou.

"Ele é um jogador que nos últimos dois jogos que fizemos, fez três gols. Jogador espetacular e que tem vontade enorme de disputar a Olimpíada. A gente respeita a posição dos clubes, mas o nosso pensamento e de mentalidade é de escolher os melhores, e o Pedro está entre os melhores do Brasil. Por isso está sendo convocado", finalizou Branco.

Gerson, que no momento também pertence ao Flamengo, foi convocado, mas poderá disputar Tóquio-2021 porque já foi negociado com o Olympique de Marselha, da França, que concordou com a liberação.

A seleção olímpica se apresenta em São Paulo no próximo dia 1º de julho para treinos no CT do Palmeiras, mas a CBF adiou a liberação daqueles que atuam no Brasil para o dia 8 de julho, quando a delegação viaja para Doha, no Qatar, para continuar a preparação. A viagem para o Japão está marcada para o dia 15 de julho, enquanto a estreia será no dia 22, contra a Alemanha.