PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Vítima da Covid-19, pai foi responsável por Khabib virar campeão do UFC

Khabib Nurmagomedov conversa com o pai durante evento do UFC - Valery Sharifulin/TASS
Khabib Nurmagomedov conversa com o pai durante evento do UFC Imagem: Valery Sharifulin/TASS

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

25/10/2020 04h00

Khabib Nurmagomedov tentava tirar as luvas enquanto Bruce Buffer anunciava que ele seguia como o campeão dos leves do UFC. Quando conseguiu, pegou os dois objetos e os posicionou ao centro do octógono da Ilha da Luta, em Abu Dhabi (EAU). "De jeito nenhum eu vou voltar aqui sem o meu pai", disse, em entrevista ainda no ringue.

A vitória sobre Justin Gaethje foi a primeira de Khabib desde que seu pai Abdulmanap Nurmagomedov morreu em 3 de julho, aos 57 anos. O veterano treinador ficou internado por mais de um mês por causa de uma cirurgia no coração e morreu após contrair a Covid-19.

Abdulmanap foi responsável por moldar o lutador Khabib Nurmagomedov. A habilidade nunca vista no chão apresentada pelo russo em suas lutas no UFC é resultado da preparação feita pelo pai, o que incluía treinos contra ursos desde a infância. Ainda de luto com a perda de quem chamava de "melhor amigo", Khabib decidiu não mais continuar.

UFC: Khabib Nurmagomedov e seu pai Abdulmanap Nurmagomedov - Mike Roach/Zuffa LLC via Getty Images - Mike Roach/Zuffa LLC via Getty Images
Imagem: Mike Roach/Zuffa LLC via Getty Images

"Depois do que aconteceu com o meu pai, o UFC me ofereceu o Justin (Gaethje). Eu falei com a minha mãe por três dias, perguntando se eu deveria fazer isso sem meu pai. E eu prometi a minha mãe que essa seria minha última luta. E se eu dei minha palavra, eu tenho que cumpri-la", disse.

Abdulmanap esteve presente no córner de Khabib nos três primeiros anos de sua carreira. Quando o filho entrou no UFC, problemas com o visto de entrada nos Estados Unidos impediram que ele acompanhasse de perto a caminhada até o cinturão dos leves. O pai e treinador participava dos treinamentos, mas acompanhava os resultados pela televisão.

Isso continuou até setembro do ano passado. Foi quando o UFC escalou Khabib para unificar o cinturão dos leves contra Dustin Poirier. A luta seria em Abu Dhabi, e Abdulmanap estaria presente. Na metade do terceiro round, o russo finalizou o rival e ficou com o título. Aos microfones do UFC, chamou seu pai ao centro do octógono para os dois celebrarem juntos. Foi a última luta de Khabib antes da morte de Abdulmanap.

"Se meu pai não tivesse sido meu treinador, talvez eu tivesse sido um lutador totalmente diferente. Talvez eu nunca tivesse chegado no UFC se meu pai não estivesse lá me incentivando o tempo todo", disse, certa vez.

Khabib Nurmagomedov beija o octógono do UFC antes de anunciar aposentadoria - Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images - Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images
Khabib Nurmagomedov beija o octógono do UFC antes de anunciar aposentadoria
Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

O desejo de Abdulmanap era que Khabib encerrasse a carreira em sua trigésima luta, com um cartel perfeito de 30 vitórias e nenhuma derrota. Quis o destino que ela acabasse pouco antes, no vigésimo nono triunfo.

A relação de Khabib Nurmagomedov com o pai foi retratada em uma animação feita pela rede de televisão BT Sports.

Com Khabib aposentado, o legado de Abdulmanap Nurmagomedov seguirá por outras mãos. O treinador foi responsável por construir um esquadrão russo vindo do distante Daguestão: Islam Makhachev, Tagir Ulanbekov, Rustam Khabilov, Umar Nurmagomedov e Abubakar Nurmagomedov - os dois primeiros seguem sob contrato com o UFC.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, Rustam Khabilov não tem mais contrato com o UFC. Ele assinou um acordo recente com o Bellator.

MMA