PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Ainda sonhando com cinturão, Maia luta em SP para fazer história no UFC

Demian Maia, durante entrevista coletiva para o UFC São Paulo - Brunno Carvalho/UOL
Demian Maia, durante entrevista coletiva para o UFC São Paulo Imagem: Brunno Carvalho/UOL

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

27/10/2017 04h00

Demian Maia entrará no octógono do ginásio do Ibirapuera (SP) no próximo sábado (28) podendo entrar para a história do UFC. Se vencer o falastrão Colby Covington, o brasileiro igualará Michael Bisping como o lutador com o maior número de vitórias na organização: 20.

A possibilidade de alcançar o feito, contudo, não preocupa Maia. O brasileiro acredita que a luta já traz pressão suficiente para lidar durante a preparação. No mais, diz que os números são legais “depois da luta, ou quando encerrar minha carreira”.

“Se você for colocar mais pressão que uma luta já tem, é um caminho para o fracasso. A luta já tem pressão suficiente, você estar lá, mostrar performance, ganhar. Isso já é pressão suficiente, não preciso mais do que isso”, afirmou, em conversa com a imprensa nesta quinta-feira (26).

A luta contra Covington será o primeiro passo de uma nova caminhada para Demian Maia. Derrotado pelo campeão Tyron Woodley em maio, o brasileiro tem o desafio de percorrer novamente o caminho até o tão sonhado título do UFC.

“Minha motivação não é só o cinturão”, pondera. “Tenho como motivação seguir na missão de ajudar o jiu-jitsu brasileiro, de me divertir quando treino. O cinturão é só mais uma motivação. Como atleta é o meu objetivo, mas não depende só de mim. O que depende de mim é continuar vencendo as lutas”.

Aos 39 anos, Demian Maia aparece na terceira colocação do ranking dos meio-médios do UFC. Por causa disso, o brasileiro acredita estar entre as primeiras opções para ter uma nova chance de lutar pelo título. “Tem alguns que podem disputar, mas com certeza estou no meio”.

A luta entre Demian Maia e Colby Covington será a segunda mais importante da noite do UFC São Paulo. O duelo principal do evento será entre Lyoto Machida e o norte-americano Derek Brunson.

UFC São Paulo
28 de outubro, em São Paulo

CARD PRINCIPAL
Médio: Derek Brunson x Lyoto Machida
Meio-médio: Demian Maia x Colby Covington
Galo: Pedro Munhoz x Rob Font
Leve: Francisco Massaranduba x Jim Miller
Médio: Thiago Marreta x Jack Hermansson
Galo: John Lineker x Marlon Vera

CARD PRELIMINAR
Meio-médio: Vicente Luque x Niko Price
Médio: Antônio Cara de Sapato x Jack Marshman
Meio-médio: Elizeu Capoeira x Max Griffin
Leve: Hacran Dias x Jared Gordon
Mosca: Deiveson Alcântara x Jarred Brooks
Pesado: Marcelo Golm x Christian Colombo

MMA