PUBLICIDADE
Topo

MMA


Shogun elege Marreta como o nome brasileiro da próxima geração no UFC

Shogun comemora após vencer Corey Anderson por decisão dividida dos juízes - Heuler Andrey/UOL
Shogun comemora após vencer Corey Anderson por decisão dividida dos juízes Imagem: Heuler Andrey/UOL

Brenda Mendes

Do UOL, em São Paulo

16/11/2019 04h00

Ex-campeão do Pride e dos pesos meio-pesados do UFC em 2010, Mauricio Rua enfrenta neste sábado (16) o escocês Paul Craig pelo card principal do UFC de São Paulo, que tem início previsto para 19h (de Brasília). Em entrevista ao UOL, o curitibano relembrou suas conquistas e elegeu Thiago Marreta como o próximo grande nome do Brasil no UFC.

"O UFC é a Copa do Mundo de MMA, vai ser sempre o melhor evento. Essa nova geração vai atingir o mais alto nível do UFC. Na minha opinião, o Brasil tem um nível alto. Acho que o Marreta pode chegar onde grandes nomes brasileiros da antiga geração chegaram. E outros grandes atletas também", opinou Shogun. Marreta, de 35 anos, ocupa atualmente o segundo lugar no ranking dos pesos meio-pesados.

Shogun ficou afastado durante um ano das lutas após sofrer uma lesão na mão ao derrotar o australiano Tyson Pedro no UFC Adelaide. Ele precisou operar o polegar da mão direita. Seu adversário, Paul Craig, vem de uma vitória contra o brasileiro Vinicius Moreira. Mesmo sem lutar há algum tempo, Shogun não se sente prejudicado pelo afastamento: "Faz parte da vida de atleta. Eu tive que ficar fora um ano por causa da cirurgia na mão e a gente precisa se adaptar a essas situações e ficar forte mesmo com isso".

Sou um cara realizado. Muito grato a Deus por tudo o que ele deu na minha carreira. Eu conquistei os dois cinturões, do Pride e do UFC"
Maurício Shogun Rua

"A luta que mais me marcou foi a vitória contra o Arona, que me deu um título mundial. Era um cara novo na época, que era o decimo sexto atleta no GP. A luta com o Lyoto também me marcou bastante, porque ele nunca tinha perdido um round. Foi uma vitória bem contundente e realmente mudou minha vida de patamar como atleta", recordou, sobre as lutas contra Ricardo Arona, pelo Pride, em 2005, e contra Lyoto Machida, pelo UFC, em 2010.

Sobre sua aposentaria, Shogun ainda não se preocupa com o que irá fazer longe dos octógonos: "Como sou um cara que luta há muitos anos, sempre encaro minha próxima luta como a última. Mas também pode não ser, eu não sei. Não sei quantas lutas vou lutar ainda. Nem quando vai ser a última. Tenho alguns negócios, algumas empresas, mas não sei se vou me dedicar a isso. Quando eu parar de lutar, vou começar a me preocupar com isso".

Volta do UFC a São Paulo aposta em veteranos famosos

Shogun, Ronaldo Jacaré e Charles do Bronx são as apostas do UFC para o retorno do octógono para São Paulo. Hoje (16), a partir de 19h, 12 lutas no Ginásio do Ibirapuera marcam o último evento da franquia no Brasil em 2019. Além do trio já citado, André Sergipano, Markus Maluko e Wellington Turman também compõem o card principal. Jacaré será o protagonista da luta principal da noite, contra o polonês Jan Blachowics. Confira abaixo o card completo do evento:

Card preliminar (19h, horário de Brasília)

  • Serginho Moraes x James Krause (meio-médio)
  • Ricardo Carcacinha x Eduardo Garagorri (pena)
  • Francisco Massaranduba x Bobby Green (peso-leve)
  • Warlley Alves x Randy Brown (meio-médio)
  • Douglas D'Silva x Renan Barão (pena)
  • Ariane Lipski x Veronica Macedo (mosca)
  • Vanessa Melo x Tracy Cortez (galo)

Card principal (a partir de 22h, horário de Brasília):

  • Ronaldo Jacaré x Jan Blachowicz (meio-pesado)
  • Maurício Shogun x Paul Craig (meio-pesado)
  • Charles do Bronx x Jared Gordon (leve)
  • Antônio Arroyo x André Sergipano (médio)
  • Markus Maluko x Wellington Turman (médio)

MMA